domingo, 23 de março de 2014

sábado, 22 de março de 2014

quinta-feira, 20 de março de 2014

segunda-feira, 17 de março de 2014

Reflexologia



Há indícios de que a reflexologia vem sendo praticada desde tempos remotos por muitas e diferentes culturas no mundo inteiro. No Egito, em uma tumba do vasto cemitério de Saqqara, há uma pintura que data de 2330 a.C, na qual mostra duas pessoas aplicando o que parece uma forma reflexologia em dois pacientes: um dos profissionais se ocupa com os pés de um paciente, e o segundo das mãos do outro. Alguns teóricos acreditam também que certo tipo de reflexologia foi transmitido aos nativos norte-americanos pelos incas da América do Sul. Atualmente a reflexologia é praticada em diversos países como, por exemplo, Coréia, China, Índia, Inglaterra e Canadá.

Como funciona: 
Os reflexos dos pés e mãos são uma imagem especular de todos os órgãos, glândulas e outras partes do corpo. Havendo um problema com uma parte do corpo, os reflexos correspondentes dos pés se tornam sensíveis quando se aplica ali pressão. Trabalhar esses reflexos provoca mudanças no corpo e, consequentemente, reduz os sintomas, tanto quanto a sensibilidade dos próprios reflexos.  A pressão aplicada a um terminal nervoso constitui um estímulo, que funciona como agente ou fator capaz de suscitar uma reação nos tecidos e, mesmo, induzir uma mudança fisiológica. Em reflexologia, o estímulo por contato ou pressão desencadeia um impulso eletroquímico que altera os processos nervosos, transmitindo uma mensagem por meio das fibras nervosas.

Benefícios da reflexologia:
Ajuda a desintoxicar e colabora para o sistema imunológico.
Ampla aplicação: alivia dores, problemas digestivos, etc.
Pode ser usada para todas as faixas etárias.
Induz ao estado de relaxamento, equilíbrio e harmonia.
Estimula a capacidade natural do organismo de curar a si próprio.


GILLANDERS, Ann. Guia Completo de reflexologia: todo o conhecimento necessário para adquirir competência profissional. São Paulo: Pensamento, 2008.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Reflexologia



O nome reflexologia vem de pontos de reflexos. Esses pontos são áreas do corpo que tem ligações com determinados órgãos, sistemas e estados emocionais, quando são estimulados, eles enviam e recebem informações dos órgãos a que estão ligados. Todos os órgãos, glândulas e outras partes do organismo estão refletidos nos pés. Estimula a produção hormonal de endorfinas, que funciona no organismo como uma espécie de analgésico contra sensações de dor. Melhora a circulação sanguínea, facilitando o transporte de oxigênio e nutrientes e a limpeza de toxinas celulares.

domingo, 9 de março de 2014

REFLEXOLOGIA NO COMBATE A DOR – PESQUISA CIENTÍFICA


Pesquisadores da Universidade de Portsmouth descobriram que as pessoas sentiram cerca de 40% menos dor, e foram capazes de suportar a dor por cerca de 45% maior, quando usaram reflexologia como um método de alívio da dor.

Dr. Carol Samuel, que é um reflexologista treinado e que realizou os procedimentos experimentais, como parte de seus estudos de doutorado, disse que era a primeira vez que esta terapia foi cientificamente testado como um tratamento para a dor aguda.
Segundo ela, os resultados sugeriram que a reflexologia pode ser usado para complementar à terapia com drogas convencionais para o tratamento de condições associadas com a dor, tais como a osteoartrite, dor nas costas e cancros.
Os participantes assistiram duas sessões, em que foram convidados a mergulhar a mão em água gelada.
Em uma das sessões eles receberam reflexologia antes submersa suas mãos, e na outra sessão que eles acreditavam que estavam a receber o alívio da dor de uma máquina Dezenas, que não foi realmente ligado.


Os pesquisadores descobriram que quando os participantes receberam reflexologia antes da sessão que eles foram capazes de manter a mão na água gelada por mais tempo antes de eles se sentiram dor, e que eles também poderiam tolerar a dor por um longo período de tempo.
Dr. Samuel disse: "Como previmos, reflexologia diminuiu a sensação de dor.
"É provável que a reflexologia funcionasse de uma maneira semelhante à acupuntura, fazendo com que o cérebro para libertarem substâncias que diminuem os sinais de dor."
Dr. Ivor Ebenezer, co-autor do estudo, disse: "Estamos muito satisfeitos com estes resultados Embora este seja um pequeno estudo, esperamos que será a base para futuras pesquisas sobre o uso da reflexologia.".
Reflexologia é uma abordagem complementar médica, que trabalha em conjunto com a medicina ortodoxo, em que a pressão pode ser aplicada para qualquer área do corpo, mas é normalmente usado em ambos os pés ou das mãos.


Neste estudo aplicou-se reflexologia para os pés(Plantar).

Dr. Ebenezer, do Departamento de Farmácia e Ciências Biomédicas, e o Dr. Samuel usado um pequeno estudo de 15 pessoas para determinar se a reflexologia seria mais eficaz do que nenhum alívio da dor em tudo.
Dr. Ebenezer disse: "As terapias complementares e alternativas vêm para uma série de críticas, e muitos nunca foram devidamente testados cientificamente.
“Uma das críticas comuns por parte da comunidade científica é que essas terapias muitas vezes não são testadas em condições adequadamente controladas”.
"Quando um novo medicamento é testado os seus efeitos são comparados com uma pílula de açúcar.
"Se o medicamento produz uma resposta similar para a pílula de açúcar, então é provável que o efeito da droga sobre a condição médica é devido a um efeito de placebo.
"A fim de evitar tais críticas neste estudo, que comparou os efeitos da reflexologia para uma farsa. Foram dezenas controlados que os participantes acreditavam alívio da dor produzido.
"Isso é o equivalente a uma pílula de açúcar em testes de drogas.
Dr. Samuel acrescentou: "Este é um estudo inicial, e precisa de mais trabalho para ser feito para saber mais sobre as diversas abordagens benéficas da reflexologia.
"No entanto, parece que pode ser usado para complementar a terapia com drogas convencionais para o tratamento de condições associadas com a dor, tais como a osteoartrite, dor nas costas e cancros."




O estudo foi publicado no Journal of Terapias Complementares na Prática Clínica.

Instituto de Reflexologia – Reino Unido
Associação da Australia de Reflexologia

sexta-feira, 7 de março de 2014

Reflexologia: saiba mais e aprenda algumas dicas


A reflexologia é praticada há milênios no Japão, na China e no Egito, onde estão desenhos de 2230 a.C. representando essa técnica nos pés e mãos. No começo do Século XX, o médico Dr. William Fitzgerald descobriu os canais de ligação que caminham pelo corpo verticalmente, desde as mãos e pés até o cérebro, estimulando esses canais e liberando certas substâncias analgésicas do próprio organismo, além de aumentar o fluxo de energia para todo o corpo.
Sua discípula Eunice Ingham contribuiu aplicando e fazendo vários experimentos com a reflexologia nas pessoas e descobriu as zonas de reflexo que corresponde aos órgãos. As zonas de reflexo são pontos nervosos existentes em todo o corpo como, por exemplo, orelhas (auriculoterapia), olhos (iridologia), coluna (quiropraxia), mãos e pés (reflexologia).
A reflexologia por definição é uma terapia complementar. Compreende o tratamento de vários distúrbios pela aplicação de pressão nos pés e mãos em áreas que chamamos de “pontos reflexos”. Esses pontos correspondem a órgãos, funções e regiões do corpo, a pressão é aplicada com a ponta do polegar ou dedos nas áreas correspondentes estimulando o fluxo de energia através do corpo, intensificando as forças vitais.
Normalmente, se trabalha mais com a reflexologia podal. As áreas a serem trabalhadas nos pés são mais especificas e de maior sensibilidade. Os pés funcionam como polo de ligação entre o corpo e a terra e são condutores de carga e descarga constituídos de inúmeros terminais nervosos.
É indicada para tratamentos preventivos, sinusite, cólicas menstruais, metabolismo (sistema imunológico, digestão, circulação sanguínea, pele), prisão de ventre, dores de estômago, dores de coluna e dor nos próprios pés.
Para um tratamento completo e eficaz, a reflexologia deve ser feita por um terapeuta, mas você pode estimular e aliviar vários sintomas em casa. De forma geral, a reflexologia é segura para todos, mas evite ou procure um profissional se estiver grávida, com feridas ou infecção nos pés, se sofrer de diabete ou veias varicosas.
Sempre que possível:
- Caminhe descalço no mato, na praia ou na terra. É ótimo para ativar todo o organismo.
- Faça escalda pés. Em uma bacia, coloque água quente, adicione um pouco de sal, gotas de essência de menta, hortelã ou qualquer outra de sua preferência e deixe seus pés por 15 minutos.
- Role uma bola de tênis no chão sob a sola do pé massageando inclusive os dedos dos pés.
- Nas mãos, procure ter contato com materiais diferentes com os olhos fechados para estimular a sensibilidade das mãos usando apenas o tato para identificar. Pode usar também uma bolinha rolando entre as mãos.
Auto-reflexologia nos pés. Sente-se em algo confortável, seja cadeira, poltrona, sofá ou mesmo no chão, mantendo as costas apoiadas. Pode usar óleos ou cremes para a massagem.
Com uma das pernas dobrada à sua frente, esfregue bem as mãos e coloque a palma da mão na sola do pé dobrado friccionando para cima e para baixo.
Faça amassamento em todo o pé, puxe cada dedo para frente e flexione os pés para frente e trás.
Use os polegares para fazer pressão em toda sola dos pés e massageie ao redor do calcanhar.
Com a palma da mão, faça pressão contínua no peito do pé.
Finalize com deslizamento das mãos na sola, calcanhar, dedos e peito dos pés. Repita com a outra perna.Auto-reflexologia nas mãos. Sentada confortavelmente, coloque uma quantidade de óleo ou creme nas mãos e espalhe massageando tanto o dorso como a palma das mãos.
Esfregue uma mão na outra até produzir calor.
Entrelace as mãos e puxe os dedos em direções opostas até soltar as mãos.
Puxe cada dedo várias vezes em um deslizamento.
Com o polegar de uma das mãos, faça pressão sobre a palma da outra mão, inclusive nos dedos. Repita com a outra mão.
Feche suas mãos e faça movimentos circulares com o punho.
Finalize abrindo e fechando as mãos várias vezes.
Mão e pés devem receber a mesma atenção que o resto do corpo. As mãos indicam e os pés nos levam a vários caminhos.
Selma Amaro