quinta-feira, 30 de junho de 2011

O que é Reflexologia ( Dica de livro)

No mundo estressante em que vivemos, percebe-se um aumento da procura por técnicas de relaxamento e pela medicina natural. A reflexologia é uma delas. O que é reflexologia é uma obra sobre a prática de massagem nos pontos dos pés para aliviar tensão e tratar doenças.

O que é Reflexologia
DAVID F. VENNELLS
Editora: Nova Era
ISBN: 8501063223
Ano: 2003
Edição: 1
Número de páginas: 201
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Podcast sobre Reflexologia




http://www.dzai.com.br/noticiasdf/podcast/playpodcast?tv_aud_id=39557

terça-feira, 28 de junho de 2011

Reflexologia auxilia o organismo



Reflexologia auxilia o organismo através de estímulos nos pés e também traz benefícios para o bem-estar.
A reflexologia é muito mais do que um simples carinho nos pés. Ela é uma terapia que trabalha com estímulos sensoriais mais de 70 mil terminações nervosas que existem nos pés e que correspondem a todos os órgãos e glândulas do corpo. As plantas dos pés formam um imenso mapa do corpo humano em que cada área corresponde a um órgão e tem uma função de tratamento.

Através do estímulo dos dedos é possível dar um basta à tristeza, um gás na criatividade, na alegria, trabalhar o apego ou o desapego, o medo e a insegurança. Os próprios pés denunciam problemas tanto de saúde quanto emocionais.

Calosidades, joanetes e outras alterações podem ser indício de que algo não vai bem no organismo. Diferentemente da acupuntura, a reflexologia não trabalha um único ponto. Ela atua num âmbito mais geral. Com uma massagem em certos lugares, os órgãos são estimulados e eliminam toxinas. A técnica reduz a tensão e melhora a irrigação sanguínea, o que estimula o funcionamento do sistema nervoso.

A reflexologia abrange 37 pontos ligados ao organismo. Ela não tem função medicinal e não substitui remédios prescritos, mas ajuda nos momentos mais difíceis. Uma pressão profunda e lenta entre o dedão e o segundo dedo ao deitar, relaxa e espanta a insônia e ansiedade. Já de manhã, quem não dormiu bem deve pressionar o mesmo ponto de forma rápida e superficial, para estimular. Quando o problema é dor de cabeça, experimente uma pressão lenta e profunda sobre a unha do dedo mindinho.

Equipe Bem Star

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Joanete



Pode-se prevenir a deformação dos pés com o uso de calçados adequados
Inicialmente começam como pequenos calos próximos ao dedão dos pés, mas com o tempo, a constante pressão sobre as articulações dos demais dedos, vai acentuando a deformação dos membros e provocando intensas dores.

Além do desconforto da dor, a joanete prejudica a marcha e o equilíbrio físico e aumenta o risco de quedas nos idosos. A deformação dos pés provoca também problemas com a autoestima, já que quem possui joanete não pode usar qualquer calçado.

Em geral, quem tem joanete já nasce com esta predisposição genética, embora o problema possa aparecer ou se agravar com o uso de sapatos inadequados. Nas mulheres a incidência da doença é 20 vezes maior do que nos homens. Tudo por causa dos sapatos de salto alto e de bico fino. Para prevenir a doença os médicos aconselham o uso de sapatos adequados e confortáveis, de bico largo e couro maleável e que evitem o atrito com a pele.

Dependendo do grau de deformidade ao joanete pode ser corrigido através de cirurgia. Tudo vai depender da avaliação do médico ortopedista.

Por Yasmin Barcellos

sábado, 25 de junho de 2011

Massagem Relaxante nos pés



A massagem geralmente é citada como um remédio para muitos tipos de dores nos pés - de câibras repentinas a dores contínuas.

Uma razão, evidentemente, é que ela é muito agradável.

Mas a massagem também deixa seus pés mais saudáveis. Ela exercita os músculos e estimula o fluxo sangüíneo. É um excelente remédio preventivo: quanto mais fortes e flexíveis forem os músculos dos seus pés, menores são as chances de eles ficarem cansados ou sofrerem uma lesão quando usá-los para andar ou praticar algum esporte.

E a massagem é uma importante ferramenta de recuperação para aqueles que recentemente fizeram uma cirurgia no pé: levando mais sangue aos pés, a massagem ajuda a acelerar a regeneração do tecido e a curar os músculos lesados.

Sem dúvida, a massagem nos pés fica mais agradável se tiver alguém que a faça em você.

O processo de relaxamento é feito em várias etapas como: massagem e alongamento dos pés, esfoliação e pra finalizar hidratação.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Reflexologia nos pés promove relaxamento e bem-estar do corpo todo

Prática surgida entre os povos milenares como os egípcios, incas e monges budistas indianos, a reflexologia podal vem sendo cada vez mais difundida nos dias de hoje. Ela considera que todo o corpo está relacionado com os pés. Para isso, eles são massageados para ativar pontos específicos ligados a cada um dos órgãos.

Segundo os terapeutas que a executam, a reflexologia podal ativa os pontos energéticos e limpa o corpo das toxinas. Ela também melhora a circulação e traz equilibro físico, mental, fisiológico e espiritual. A reflexologia também ajuda os órgãos a entrarem em sintonia e a trabalharem em conjunto, garantem especialistas.

A técnica baseia-se em massagens com as mãos, pressionando cada um dos muitos pontos encontrados no pé e listados em um mapa. A maior parte dos órgãos está representada nos pés. Sendo que os pontos do fígado e da vesícula biliar estão no pé direito e no esquerdo, está o baço. A reflexologia plantar alivia dores de cabeça, de coluna, diminui a acne e ajuda no tratamento da depressão.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Imunidade em baixa explica micoses a verrugas nos pés, fuja delas!





Comemore: você está livre dos saltos por toda a vida - afinal, até hoje, nem os estilistas mais ousados sonharam em criar modelos de sapatos masculinos com o aditivo matador na sola.



Festejou? Agora, chega. "Os homens são as maiores vítimas de micoses nos pés", afirma a dermatologista Carla Pecora. "Isso porque eles passam a maior parte do tempo com calçados fechados". Oh, yes: seus pisantes não estão completamente a salvo e, se você quer preservá-los, é melhor tomar alguns cuidados.



Causadas por fungos, as micoses provocam coceira, irritação e podem deixar a pele bem mais sensível. Ardência e dor são mais sensações possíveis. "Os microorganismos se instalam primeiro na unha, que começa a esfarelar. Isso porque ela é composta por queratina, substância digerida por eles", explica a podóloga e coordenadora técnica da Rede Doctor Feet, Cristina Lopes. "Se o problema não for tratado, no entanto, pode evoluir para outras unhas e para a pele".

A transmissão acontece pelo contato com objetos contaminados ou por meio do toque direto com a micose. "Mas só quando a resistência está baixa, por causa de estresse ou má alimentação, por exemplo", completa a podóloga.



Assim como os fungos, os vírus são agentes oportunistas, ou seja, só conseguem te derrubar quando seu sistema imunológico está debilitado. E são eles os responsáveis por um inconveniente que transforma qualquer caminhada num suplício.



A verruga plantar, popularmente conhecida como olho-de-peixe, é causada por uma variação do vírus HPV (o mesmo que, nas mulheres, pode levar ao câncer no colo do útero). Só não confunda: a verruga pode afetar você, também.


O contágio, nesse caso, acontece pela pele - não pela circulação sangüínea. "O vírus coloniza a epiderme e se multiplica junto com as células dessa região", diz a dermatologista da Unifesp. Para tratar a verruga, os especialistas usam ácidos ou cauterizações elétricas. "Em média, seis sessões resolvem o problema", afirma Cristina.

Como nas micoses, o contágio acontece por contato direto e em situações de baixa imunidade. Para evitar tudo isso, a receita é simples: secar bem os pés após o banho (com atenção especial para o espaço entre os dedos), dar preferência às meias de algodão (que absorvem o suor) e passar um talquinho antifúngico a cada troca de calçado. Unha na carne

Não, você também não está sozinho quando reclama daquela maldita unha encravada. O problema é bastante comum, principalmente em quem fica muito tempo usando calçados sociais - mais duros e apertados, no geral.

A dica para evitar o desconforto é dar preferência a modelos com o bico mais arredondado, que não deixem os dedos muitos comprimidos. "Mas os tênis também podem encravar as unhas. Por isso, é muito importante escolher um modelo adequado à pratica esportiva e num tamanho confortável", afirma Carla Pecora. "Em alguns casos, são formados até hematomas embaixo das unhas e precisamos removê-los no consultório para aliviar a dor do paciente".

Contra o chulé, característica queima-filme de alcance quase irreversível, uma novidade: as palmilhas de fibras naturais. Diferente dos talcos, que empapam a meia de quem transpira demais, esses acessórios sugam o suor e atrapalham a vida dos fungos que insistem em se instalar entre os dedos, provocando a catinga - e as micoses. Se você ainda não se convenceu, Cristina ainda lembra um bônus dessas palmilhas: meio enrugadinhas, elas passam o dia massageando a sola dos pés.

Por que nascem os calos?
Em forma de bolhas ou casquinhas, os calos surgem graças ao atrito muito forte entre uma região do pé e uma superfície áspera. Trata-se da forma encontrada pela pele de reagir à agressão. A exceção fica por conta dos calos que nascem na sola dos pés, normalmente resultantes de calçados mal escolhidos ou pisadas mal dadas, que forçam certas regiões a suportarem mais peso do que elas deveriam ou estão acostumadas.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Banho alternado de pés para relaxar



Experimente um banho alternado de pés, quente e frio. É um método simples, agradável e extremamente eficaz, que utiliza a água como forma de promover uma verdadeira ginástica dos vasos sanguíneos dos pés e das pernas. Isso ocorre porque os vasos periféricos se contraem com o estímulo da água fria, e com a água quente se dilatam.

O que você vai precisar é de duas bacias onde caibam seus pés; uma toalha de banho ou de rosto; um lugar confortável para se sentar. Em uma das bacias, coloca-se água quente. Na outra, água fria. Ambas com quantidade suficiente para cobrir os seus tornozelos. Quanto maior a diferença entre as temperaturas, maior é o efeito. Mas tome cuidado: a água muito quente ou muito fria causa lesões na pele. Utilize temperaturas que sejam agradáveis a seus pés. Tenha uma pequena vasilha com gelo e uma garrafa térmica com água quente ao seu alcance. Você vai usá-los para manter as temperaturas nas bacias durante a prática. O procedimento começa com a água quente, onde seus pés ficarão imersos durante 4 minutos. Após esse tempo, tire os pés da bacia quente e coloque-os na água fria, por 1

minuto. Volte então para a água quente, por mais 4 minutos, e depois troque novamente. Faça pelo menos 4 trocas, o que vai levar aproximadamente 20 minutos. Ao terminar (com a água fria), enxugue bem os pés e evite tomar friagem. Para incrementar esses 20 minutos, escolha um local que favoreça seu relaxamento. Use a cadeira ou a poltrona mais confortável que você puder. Feche as janelas, evitando corrente de ar. Acenda uma vela, perfume o ambiente, coloque uma música adequada para relaxar. Lembre-se de desligar o telefone, ou, se não puder, deixá-lo ao seu alcance.

Tenha um relógio visível, para que você possa controlar o tempo. Se você quiser, pode colocar bolinhas de gude no fundo das bacias para fazer uma massagem. O banho alternado de pés, além de ajudar nos casos de varizes, cansaço, má circulação e dores nas pernas e pés, também é indicado para quem sofre de insônia, dores de cabeça, resfriados e depressão.

Atenção: O procedimento descrito é contra-indicado para pessoas com trombose, idosos, hipertensos e pessoas debilitadas devem ter cuidado com as temperaturas. Nesses casos, não utilize temperaturas extremas.

Dica da naturóloga: Aproveite o momento e observe-se! Tenha em mãos papel e caneta. Perceba suas reações fisiológicas, mentais e emocionais em cada troca. Anote os pensamentos, sensações, lembranças, vontades. Faça analogias do quente/frio com o momento atual de sua vida. Aprofunde-se!

Um pouco além: Na água, pode-se colocar sal grosso, plantas medicinais, óleos essenciais, flores, florais, argila, algas marinhas, corantes, etc.

terça-feira, 21 de junho de 2011

A Função da água no Orgânismo Humano



No corpo humano a água representa de 60 - 75%, ou seja, mais da metade do orgânismo é composto de água. Esta quantidade vai variar de idade, sexo e quantidade de tecido adiposo(gordura).

Só para exemplificar melhor nos bebês a água representa 75% do corpo(o leite materno tem água) já com passar dos anos água diminui e na mulheres por terem mais tecidos adiposo a quantidade de água é menor que nos homens que possuem mais massa muscular.

A água tem as seguintes funções no orgânismo:

Responsavél pelo transporte de nutrientes e demais substâncias para orgânismo;
Responsável pela disgestão e excreção de alimentos;
Responsável pelo equilibrio térmico;
Responsavel pela eliminação de toxinas no orgânismo;
Responsável pela hidratação pele, mucosas;
Responsavel pela lubrificação, mastigação, deglutação, articulação;
Responsável pela circulação;
Pequenos exemplos saliva, lagrima, urina, lubrificação ocular - a água é responsavel por isso.

Sabendo desta informações podemos agora entender por que os pés precisam tanto de água. Como sabemos os pés estão nas extremidades do nosso corpo, qualquer desiquilibrio no orgânismo é sentido imediatamente, nos pés. O que a ingestão inadequada de água causa nos pés:


Má circulação ou seja os nutrientes e substância será insuficiente nos pés;
A Falta de água causa calos e calosidades tanto nos dedos como nas plantas dos pés;
A Falta de água causa calos sub-ungueal(embaixo da unha);
A falta de água causa descamações e quebra das lâminas(unha);
A falta de água causa fissuras calcâneas simples ou severas;
A falta de água causa ressecamento de toda pele dos pés e pernas; etc...
Podemos então depois de toda esta leitura entendermos que se buscamos ter pés mais saudáveis precisamos beber água.


Fonte: xo xule

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Reflexologia



"Aquilo que pedimos aos céus na maioria das vezes encontra-se nas nossas mãos." William Shakespeare ... e as nossas mãos encontram-se com os nossos pés através da Reflexologia Podal ...


Mas em que consiste exatamente a Reflexologia Podal ?

Acima de tudo baseia-se na capacidade de auto-recuperação (e mesmo auto-cura) do nosso organismo. Assim sendo, recorremos à reflexologia para incentivar o corpo a fazer o seu trabalho, sem recorrer a agentes externos ao nosso organismo.

O copo humano, contém todos os elementos necessários para manter-se saudável.

Cada uma das suas células é um holograma completo do TODO, contendo toda a informação do que sucede no corpo. As ligações entre o sistema nervoso, órgãos e sentido é perfeita, e a comunicação entre uns e outros, permitem-nos aceder a eles desde: Observações, pressões, manipulações...realizadas em diferentes zonas, para aliviar, sedar, ativar....para, equilibrar o funcionamento do organismo e melhorar saúde.


A técnica Reflexológica chega-nos do Oriente. Existem textos e ilustrações antiquíssimas de mãos e pés e a sua relação com os órgãos, na Índia, Japão, Egipto, China, Rússia...Se existem estes documentos é porque os antigos habitantes destes países já eram conscientes de que entre os pés e o corpo existia um mecanismo que permitia ligarem-se um ao outro.

Nesta técnica trabalha-se essencialmente através do toque no pés , apenas sendo necessário ter acesso aos seus pés, sem implicar outras manipulações.


Com a Reflexologia Podal podemos ajudar em situações como gases, cólicas, obstipação, diarreia, irritabilidade, insónia, constipações, gripe, otites, dentição, etc.

No caso de crianças , quando estas regressam a casa, desejosas de contato com os pais e de atenção por parte destes, a Reflexologia Infantil é uma ferramenta ideal que os pais podem utilizar para dar aos seus filhos essa aproximação e sensação de contato e apoio. É uma forma de dar às crianças esse vínculo necessário para que se defenda dos agentes externos e que os ajudam a passar pelas experiências com que se encontram no jardim de infância, na escola e no seio da família. Situações como angústias, depressões, nervosismo, falta de concentração podem ser evitadas, reduzidas e eliminadas através do toque feito pelo pais no pé da criança.


Os pais têm na Reflexologia Podal Infantil uma aliada para ultrapassar estes tempos difíceis, onde a aproximação física e emocional é vital para que o bem estar quer na família quer na sociedade seja conseguido.


Aos poucos, também os próprios pais também irão desfrutar do prazer de receber a Reflexologia Podal nos seus pés, pois em muitos casos, as próprias crianças gostam de participar, oferecendo a massagem aos seus pais e irmãos.

A saúde, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças.

domingo, 19 de junho de 2011

Reflexologia em prática ( pé direito)

Muitos destes reflexos são relativamente pequenos e necessitam de ser trabalhados com muita precisão, não obstante, determinados problemas como alergias ou uma infecção que produzem sintomas variados em vários destes orgãos e estruturas, significa que todos irão necessitar de um tratamento meticuloso. Tratamentos para quaisquer problemas que envolvam o rosto, incluindo a boca, os lábios, os olhos, os ouvidos e o nariz, requerem não só que essa área seja trabalhada mas também as áreas reflexas referentes a essas partes.






sábado, 18 de junho de 2011

Massagem reflexa dos pés


Na reflexologia usam-se técnicas especiais com os dedos para operar em pequenas áreas nos pés. Essas áreas reflexas estão conectadas a diferentes partes do corpo, de modo que ao operar em todos os reflexos nos pés, o massagista estará afetando todo o corpo.

Um tratamento reflexologico típico leva cerca de 30 a 40 minutos. Tratando um pe de cada vez, o reflexologista trabalha nos reflexos da sola, lado e peito do pe, usando as técnicas digitais apropriadas. A habilidade do reflexologista depende em grande parte de sua experiência demanda tempo e pratica o desenvolvimento da sensibilidade nor algumas vezes num reflexo doloroso dedos do operador, para seu tratamento.

Após trabalhar algumas vezes num reflexo doloroso, o massagista o deixa para outro reflexo, retornando em seguida para concentrar-se naquela primeira parte reflexa em que a dor não seja mais aguda. Poderão ser necessárias varias sessões ate que a sensibilidade desapareça por completo. Em sua ansiedade para livrar-se da dor, o massagista não deve trabalhar excessivamente num reflexo.

O principal benefício da reflexologia é o relaxamento, mas essa técnica também melhora a irrigação sanguínea e desbloqueia o funcionamento do impulso nervoso, restabelecendo a harmonia entre todas as funções do corpo.

Considerando que a maioria das doenças tem como origem os efeitos do estresse, um tratamento de reflexologia ministrado por um praticante qualificado pode trazer enormes benefícios para uma ampla gama de condições.

Uma dica valiosa dada por um reflexologista é andar regularmente descalço sobre pisos naturais, terra, grama, pedras. Isso vai liberar a eletricidade estática, auxiliando no bom funcionamento do organismo.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Pés, cuidados no inverno



O inverno faz com que muitos homens e principalmente mulheres esqueçam de seus pés. A tendência da pele no inverno é ficar mais ressecada pela mudança de temperatura e pelo clima mais seco. Quando a pele fica muito esbranquiçada, sem elasticidade, áspera e sem brilho é sinal que está faltando hidratação. Com o frio, é normal as pessoas usarem meias mais grossas ou às vezes até duas meias, pelo fato de sentirem mais frio.

Com isso, os pés sofrem mais, pois ficam muito justos dentro dos sapatos, provocando assim o aparecimento de calos, calosidades e até fissuras na região do calcâneo. É muito importante tirar um dia da semana (escolha um dia de sua preferência) para fazer uma esfoliação e logo depois aplique um creme para hidratar. Use esfoliantes e cremes específicos para os pés. Faça uma hidratação diária com cremes.

Alguns cremes possuem até 10% de uréia sendo assim ótimos hidratantes, podendo ser usados também nas mãos, joelhos e cotovelos. No dia seguinte promova a hidratação com óleo vegetal e assim sucessivamente, pois alternando uso de creme e óleo, conseguimos o equilíbrio entre água e gordura para a pele.

Para potencializar a hidratação, após o creme ou o óleo, envolva os pés em plástico filme de PVC, por aproximadamente 20 minutos. Para os dias de muito frio presenteie-se com um escalda pés. Sugestão: água morna com gotinhas de óleo essencial de hortelã ou chá de hortelã.

Este escalda pés além de relaxar, deixa os pés quentinhos e o aroma alivia vias respiratórias.Cuide bem dos seus pés no inverno, para exibi-los lindos no verão!

Importante: Todos os produtos devem ser previamente testados afim de descartar a hipótese de alergias.
O escalda pés para diabéticos deve ser feito com a água morna.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Seus pés precisam respirar, mesmo no inverno



Se no inverno o uso de sapatos mais fechados e meias é inevitável, devemos tomar alguns cuidados em relação à saúde dos nossos pés, que ficam muito tempo sem respirar.

A principal conseqüência é a ação dos fungos. Esses micro-organismos se aproveitam do calor e da umidade presentes nos sapatos sem ventilação para proliferar. Um dos resultados são as incômodas frieiras, que aparecem especialmente entre os dedos dos pés. A pele fica esbranquiçada, avermelhada e, se chegar a rachar, pode permitir a penetração de bactérias que causam a erisipela, uma infecção séria, que tem como sintomas febre alta, inchaço, dor na perna e, se não for tratada, pode até matar.

A sola dos pés e as unhas também podem apresentar micoses. Nestes casos, a pessoa se contamina com o fungo no solo, por meio de animais ou de outras pessoas. Então, ele se aproveita do calor e da umidade conseqüentes dos sapatos fechados para se desenvolver. Normalmente, as regiões afetadas descamam e as unhas ficam descoladas ou com aparência alterada.

As recomendações para evitar os transtornos são secar bem os pés após o banho, tentar evitar o uso frequente de acessórios fechados e de meias, e deixar diariamente os sapatos em lugares arejados ou com sol.

A bromidrose, popularmente conhecida como chulé, faz parte dos incômodos relacionados ao uso de bota, tênis e sapatilha. Quando o suor não evapora, a bactéria o decompõe, o que causa o mau cheiro. Além de se preocupar em arejar os pés o máximo possível, o uso de antissépticos, antibióticos tópicos e desodorantes para diminuir a transpiração também são recomendados.

O uso de calçado apertado só piora a situação. O atrito faz com que a pele engrosse como uma forma de proteger o local e, assim, aparecem os doloridos calos. Os acessórios nada confortáveis também propiciam a formação de bolhas e de calcanhar grosso.

Até mesmo o tipo de tecido pode causar problemas. Se a pessoa tem alergia ao couro, por exemplo, surge a dermatite de contato, que deixa o pé descamando, avermelhado e até com bolha. O tratamento consiste em evitar os sapatos do material específico e aplicar cremes à base de corticóide.

Dra Valéria Marcondes, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Medicina

domingo, 12 de junho de 2011

Feliz dia dos Namorados


Pessoa Errada

Pensando bem em tudo o que a gente vê e vivencia
e ouve e pensa... Não existe uma pessoa certa pra gente.
Existe uma pessoa que se você for parar pra pensar é, na verdade, a pessoa errada.

Porque a pessoa certa faz tudo certinho!
Chega na hora certa, fala as coisas certas,
faz as coisas certas, mas nem sempre a gente tá precisando das coisas certas.

Aí é a hora de procurar a pessoa errada.
A pessoa errada te faz perder a cabeça, perder à hora, morrer de amor...
A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar
que é pra na hora que vocês se encontrarem
a entrega ser muito mais verdadeira.

A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa.
Essa pessoa vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas.

Essa pessoa vai tirar seu sono...
Essa pessoa talvez te magoe e depois te enche de mimos pedindo seu perdão.
Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado, mas vai estar 100% da vida dela esperando você.
Vai estar o tempo todo pensando em você.

A pessoa errada tem que aparecer pra todo mundo,
porque a vida não é certa.
Nada aqui é certo!
O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo, amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo,querendo,conseguindo...

E só assim, é possível chegar àquele momento do dia em que a gente diz: "Graças a Deus deu tudo certo!"
Quando na verdade, tudo o que Ele quer é que a gente encontre a pessoa errada pra que as coisas comecem a realmente funcionar direito pra gente...




Luís F. Verissímo


sábado, 11 de junho de 2011

Massagem nos pés para o dia dos namorados



Exemplo de uma massagem relaxante nos pés para o dia dos namorados.

Manobras de relaxamento (reflexologia):

Posicionamento do/a namorado/a na cama (barriga para cima): tração na cervical, no cóccix, braços e pernas (colocar um travesseiro abaixo da cabeça, segure nos pés e puxe as pernas levemente).

Entrando em sintonia: respirar junto com o/a namorado/a enquanto os seus polegares estimulam os pontos reflexos do plexo solar (veja imagem) de ambos os pés, simultaneamente. São 5 segundos em cada item: respirando, retendo e expirando. Repetir 4 vezes.

Toques sutis, mais deslizamento alternado em toda extensão do pé, mais deslizamento lateral simultâneo (pode usar um creme com base de canela, é afrodisíaco). Um pé de cada vez.

Rotação do tornozelo (girar o pé, circulos horário e anti-horário).

Amassamento nos tornozelos (e entre os tornozelos e o calcanhar também) com a palma da mão (são pontos genitais, estimulantes… eba!).

Trações na região dorsal, orientando-se pelos vãos dos dedos com os dedos no dorso e o polegar dando apoio na região plantar (levantar o pé).

Movimentos de abertura com os polegares em toda extensão plantar da base dos dedos aos calcanhares.

Movimentos giratórios, também com os polegares nas almofadas superiores (apertar e girar).

Deslizamento giratório com os punhos cerrados (usar os punhos cerrados e girar na parte plantar).

Rotação dos dedos com suave tração a partir do dedão do pé. No sentido horário e anti-horário. Pegada em forma de pinça (segurar o pé com as duas mãos entre o polegar e o resto dos dedos).


Flexão e extensão plantar e dorsal, mais estiramento do tendão de Aquiles (alongar o pé em varias direções).


Vai e vem entre as palmas das mãos.


Vibração dos tornozelos (1. segurar o pé com as duas mãos na altura dos tornozelos. 2. vibrar).


Puxar os dedos (uma de cada vez)
Cuidado de ficar tempo demais massageando os pés… vai dar sono!!! Mais ou menos 3 minutos em cada pé está de bom tamanho, aí fica estimulante.

Ponto reflexo do plexo solar. Ponto de relaxamento.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Fique descalço ou de chinelo sem medo



Dê uma olhada para o lado. Feridas nos pés com várias fissuras e esbranquiçadas ou às vezes de base avermelhada, inclusive entre os dedos, podem ser sinais de frieira: uma lesão de pele (micose) causada por fungos.


A origem do problema Como explica a dermatologista Rosiane Boabaid, há duas maneiras de se contrair a infecção. "Normalmente, a própria pessoa cria condições para a proliferação de fungos, calçando o mesmo sapato por dias consecutivos, usando meia o dia todo e não secando bem os pés após o banho. Isso porque os fungos se proliferam em ambientes quentes e úmidos." Segundo ela, outro jeito de pegar uma frieira é por contato. "Porém é mais difícil, pois a pessoa tem de ter uma porta de entrada, ou seja, algum machucado na pele, para o fungo infectar", diz ela.


Como evitar ; Use talcos nos pés, principalmente se você sua muito, ou produtos à base de polvilho nos calçados, que absorvem a umidade do ambiente. >> Deixe os sapatos ao sol ao tirá-los e não use o mesmo calçado por dias seguidos. >> Providencie um secador ou papel higiênico para acabar com a umidade dos pés. "A toalha muitas vezes não absorve bem água", alerta a dermatologista.

Fonte:Mh

terça-feira, 7 de junho de 2011

Massagem nos pés com ervas para relaxar



Aquela frase famosa: “… nossos pés nos aguentam o dia inteiro …” é a mais pura verdade. O mínimo que eles merecem é um cuidado especial. Existem várias massagens para os pés.

Nesse artigo iremos apresentar uma massagem feita com ervas que se assemelha muito a um tratamento chique e proveitoso em algum SPA. Você vai se sentir uma pessoa revigorada depois desse procedimento que alivia dores, tensões e refresca o corpo através dos pés.

Primeiramente você deverá escolher uma erva a seu gosto, de preferência uma que combine com você e que lhe agrade no cheiro. Algumas ervas comuns utilizadas são alfazema/lavanda, sálvia, alecrim e pinho. Todas possuem suas características singulares.

A alfazema, também conhecida como lavanda, traz calma e tranquilidade. A sálvia e o alecrim revitalizam. O pinho é usado para estimular e como fonte de vitamina C.

Antes de efetuar qualquer banho com essas ervas, é indicado que você faça um teste alérgico para verificar se você não possui nenhuma contra-indicação. Pegue uma colher de chá de água fervendo e misture com uma colher de chá da erva que você escolheu e, após resfriar, coloque em seu antebraço, cobrindo com um band-aid por 24 (vinte e quatro) horas. Reações alérgicas incluem coceira, irritação, vermelhidão ou qualquer outra reação adversa que saia fora do normal.

Se você teve alguma reação alérgica, escolha outra erva e teste. Senão, continue com o procedimento.

Agora, coloque as ervas em uma jarra. Preencha 1/4 (um quarto) do recipiente com as ervas e o restante com água quente. Deixe em repouso por 20 (vinte) minutos.

Após o tempo para a reação da erva com a água, retire-a da jarra e coloque o líquido em seu recipiente escolhido para o banho relaxante. Complete com água quente, em uma temperatura de 37ºC (trinta e sete graus Celsius) a 40ºC (quarenta graus Celcius).

Pronto! Agora você pode colocar seus pés dentro do recipiente e deixá-los de molho por pelo menos 10 (dez) minutos. Utilize também uma pedra-pomes para retirar alguns calos ou rachaduras que por ventura existam. Massageie seus pés para estimular a circulação e para aumentar o relaxamento.

Após finalizar o relaxamento com massagem, seque os pés e passe um creme especial para a hidratação. Cubra os pés com uma meia, para que o efeito do creme perdure em seus pés.

domingo, 5 de junho de 2011

16 Dicas para as dores nos pés



Quem não teve já dores nos pés? Só nos lembramos verdadeiramente da existência deles, quando nos doem. Infelizmente não podemos trocar por outros, por isso faculto algumas dicas para aliviar e melhorar a saúde dos seus pés.

Dica nº1 – Levantar os pés:Após um longo dia de trabalho, o melhor que pode fazer pela saúde dos seus pés é descalçar-se. Sentirá um alívio de imediato! De seguida levante os seus pés a mais menos 45 graus e mexa os dedos, para activar a circulação. Faça-o durante 20 minutos.


Dica nº2 – Mergulhe os pés em água:Coloque os seus pés numa solução de água quente, com duas colheres de sulfato de magnésio. Após isso, passe-os por água fria, seque-os e passe ou creme hidratante.

Dica nº3 – Quente e frio:Junto a duas torneiras de água quente e fria, passe os seus pés primeiro por água quente, depois por água fria, durante um minuto em cada uma das águas. Repita esta acção 3 ou 4 vezes e termine-a com a água fria. Esta alternância de água fria e água quente é muito revigorante. Atenção: não fique sujeito a estas diferenças de temperatura caso sofra de má circulação ou diabetes.

Dica nº4 – Relaxamento com essências:Num alguidar com água quente, junte seis gotas de óleo de eucalipto e outras seis de óleo de alecrim (podem ser adquiridos numa loja de produtos naturais). Deixe os seus pés repousar nesta mistura durante uns minutos e por fim passe-os por água fria. Passe-os de seguida novamente por água quente e água fria.

Pode ainda experimentar outra solução de água quente juntamente com seis gotas de óleo de zimbro e outras seis de essência de limão, passando-os no final por água fria – água quente e água fria.

Dica nº5 – Chá para os seus pés:Faça um chá bem forte de hortelã-pimenta ou camomila (duas saquetas de chá por cada chávena de água a ferver). Mergulhe os seus pés neste chá, passando no final por água quente e fria alternadamente.

Dica nº6 – Massagem aos pés:Uma boa massagem com óleo para bebé proporciona um grande alívio imediato. Massage todo o pé, apertando delicadamente os dedos e fazendo pressão com movimentos em forma de círculo na zona da planta do pé. Pode ainda passar com o polegar, vigorosamente, ao longo da planta do pé.

Dica nº7 – Gelo nos pés:O gelo é o melhor remédio caseiro para qualquer inflamação ou dor. Enrole um pouco de gelo num pano e esfregue os seus pés e tornozelos durante uns minutos. No final seque bem os pés e passe-os por uma colónia, alcóol ou vinagre, para ficarem frescos e secos.

Dica nº8 – Exercício físico:- Exercite os seus pés e pernas ao longo do dia, afim de evitar dores e má circulação.
- Espalhe alguns lápis pelo chão e apanhe-os com os dedos dos pés ou
- Coloque alguns feijões secos num chinelo fechado e calce-os, andando um pouco com eles. Isto é uma boa massagem para os pés.

Dica nº9 – Pés dormentes ou tensos:Se costuma ter os pés dormentes ou tensos, sacuda-os durante um ou dois minutos, um de cada vez e por fim relaxe e faça mover os dedos para cima e para baixo.

Dica nº10 – Muito tempo de pé:Caso esteja muito tempo em pé, desloque-se sempre que possível, nem que seja só um pouco no mesmo local. Tente mudar de posição e apoiar alternadamente os pés num degrau. Cansará menos os seus pés se estiver sobre uma superfície fofa, como uma carpete ou tapete.

Dica nº11 – Pés rijos:Em caso dos seus pés ficarem rijos, sente-se e descalce-se, esticando os pés para a frente. Faça movimentos em forma de círculo com os pés, 10 vezes em cada direcção. Estique os dedos para baixo e depois para cima, repetindo outras 10 vezes. Depois pegue nos dedos e desloque-os com suavidade, para a frente e para trás.

Dica nº12 – Outro tipo de massagem para os pés: Se quiser experimentar outro tipo de massagem para os pés, descalce-se e role os pés sobre uma bola de ténis, por exemplo, ou sobre um rolo da massa, durante um ou dois minutos. Sentirá um grande e rápido alívio.

Dica nº13 – Poupar as solas dos seus pés:Quanto mais finas forem as solas dos seus sapatos ou ténis, mais sentirá dores ao final do dia. Use, sempre que possível, calçado com solas grossas ou com amortecedores de choque, principalmente se costuma deslocar-se sobre superfícies duras ou irregulares. Se é mulher e quer ter dores nos pés, o ideal é usar saltos altos e solas finas! Em caso de ter que andar mais apresentada, com este tipo de sapatos por exemplo, aproveite as viagens para o trabalho e para casa, usando calçado desportivo nestas viagens.

Dica nº14 – Saltos maiores ou menores:Quanto maiores forem os saltos dos seus sapatos, mais cansados ficarão os seus pés e pernas. Use um salto o mais baixo possível, afim de evitar esta situação.

Dica nº15 – Palmilhas:Se o seu pé se desloca dentro do sapato, quando usa por exemplo, sapatos de salto alto, use uma palmilha que mantenha o seu pé no lugar, afim de evitar dores no arco do pé.

Dica nº16 – Sapatos mais largos:Se pretende alargar um pouco os seus sapatos, experimente esta dica: Encha uma meia com areia e coloque-a no local onde pretende alargar o seu sapato. Agora embrulhe o sapato numa toalha molhada e deixe secar durante 24 horas. Se necessário, repita esta operação mais uma ou duas vezes.

Deve consultar um médico se:

■Tiver dores nos pés, que aumentam durante o decorrer do dia;
■Os pés incharem tanto que não consegue se calçar;
■Se logo pela manhã é dificil andar;
Se tiver sensação de queimadura nos pés isso pode significar pé-de-atleta, má circulação, diabetes, anemia, doenças da tiróide, alcoolismo, etc.

por Ricardo Miguel

sábado, 4 de junho de 2011

Massagem nos pés dos convidados do seu casamento.




Uma solução maravilhosa para um sapato apertado


Toda noiva sonha em ter no seu casamento detalhes especiais que farão com que o seu evento seja lembrado para o resto da vida de todos os convidados que ali estivera.

Ser convidado para um casamento, significa ser uma pessoa muito especial para o casal,pois nos dias de hoje uma festa de casamento significa meses de preparação,gastos,atenção em detalhes especiais,sonhos e muitas escolhas.

A atenção para que nada saia diferente do que foi o planejado é a preocupação de todos os profissionais contratados para o grande dia.

Um tipo de serviço que está sendo utilizado em muitos eventos, quando os anfitriões se preocupam com o bem estar de seus convidados é a contratação de um profissional especializado em reflexologia.

A função desse tipo de profissional durante a festa, é fazer com que os convidados tenham uma massagem relaxante especial nos pés depois de horas com sapatos apertados e de ficarem na pista de dança.

O local mais apropriado para que esse profissional execute o seu trabalho é no toalete feminino adonde é colocado uma cadeira reclinável para o conforto e descontracção do paciente, para manter o corpo bem apoiado e para que os pés fiquem numa posição acessível. Durante a secção, o reflexologista deverá manter ambas as mãos em contacto com o pé ou a mão que está a ser tratado.

A reflexologia baseia-se no principio de que existem áreas, ou pontos reflexos nos pés e nas mãos que correspondem a cada orgão, glândula e estrutura no corpo. Ao trabalhar nesses reflexos, reduzimos a tensão em todo o corpo. A energia está sempre fluindo atraves de canais ou zonas no corpo, que terminam formando os pontos reflexos nos pés e mãos.

Quando esse fluxo de energia flui desimpedido, permanecemos saudáveis, e quando está bloqueado por tensão ou congestão, ocorre a doença.. Mediante o tratamento dos reflexos, os bloqueios são desfeitos, e a harmonia é restaurada a todos os sistemas. Tratando um pé de cada vez, trabalhamos nos reflexos da sola, os lados e peito do pé, usando as tecnicas digitais apropriadas.

O principal benefício da reflexologia é o relaxamento. Ao reduzir a tensão, tambem melhora a irrigação sanguinea, faz aflorar um funcionamento nervoso desimpedido, restabelece a harmonia entre todas as funções do corpo e combate o seu estresse.

Como os pés representam um microcosmo do corpo, todos os órgãos, glândulas e outras partes do corpo estão dispostos em arranjo similar nos pés.

A representação microcósmica de partes do corpo em diferentes áreas do organismo também se manifesta na íris do olho, na orelha e nas mãos.

Todavia, as zonas reflexas dos pés são mais fáceis de localizar porque cobrem uma área maior e são mais específicas, tornando mais fácil trabalhar com elas.

A pressão é aplicada nas áreas reflexas com os dedos das mãos e usando técnicas específicas, provocando mudanças fisiológicas no corpo, na medida em que o próprio potencial de cura do organismo é estimulado. Dessa maneira, os pés podem desempenhar um papel importante para conquistar e manter uma saúde melhor.

A técnica do tratamento reflexológico é simples, não requerendo anos de treinamento para ser aplicada eficazmente. Nesta forma de terapia, útil no tratamento de doenças e eficaz para manter a saúde e prevenir o aparecimento de doenças, é muito importante o relacionamento entre o terapeuta e o beneficiário no processo de cura.

Assim, em muitas festas organizadas é ofereciso esse tratamento. É desta forma que os convidados conseguem aproveitar muito mais do evento e todos agradecem aos noivos pela atenção, carinho e preocupação que dispensaram para com os convidados que compareceram durante o casamento.



Fonte: comunidade do casamento

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Dica de saúde: Que tal uma massagem nos pés?

De acordo com a teoria da reflexologia os pés têm um importante papel dento do sistema nervoso. Cada um dos nervos dos pés – e são milhares- está conectado a alguma outra parte correspondente do corpo.

Ora, sabendo disto, podemos tirar proveito dos efeitos positivos que a massagem nos pés pode nos trazer, além do grande relaxamento. Você perceberá que muitas pessoas chegam a dormir quando têm seus pés massageados.

Massagem nos pés
Tenha em mãos duas toalhas macias e aquecidas, óleo para massagem com temperatura morna e lenço de papel, no caso do óleo respingar. Então, firmemente – não faça de maneira suave pois algumas pessoas têm cócegas – espalhe óleo sobre o pé.

Quando você terminar a massagem em um dos pés, gentilmente envolva-o na toalha pré-aquecida e deixe-o descansando. Enquanto isto comece a trabalhar o outro pé, realizando os mesmos movimentos e envolvendo-o em outra toalha pré-aquecida ao final da massagem.

A massagem geralmente é citada como um remédio para muitos tipos de dores nos pés – de câibras repentinas a dores contínuas devido à gravidez.

Por fim, um segredinho: você pode – e deve – massagear os pés mesmo quando não estiverem doloridos. Por isso, qualquer pessoa deve saber como fazer uma massagem nos pés!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Humor


"Se soltar um pum junto a nossos massagistas, rapidinho vai sentir a represália no lombo"