quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Reflexologia alivia efeitos colaterais de tratamentos agressivos

 
Um tipo de massagem dos pés praticada desde o tempo dos Faraós do Egito Antigo teve seus resultados comprovados no auxílio a pacientes de câncer.
Este é o primeiro estudo científico de larga escala, totalmente aleatório, sobre a reflexologia, um tratamento até agora enquadrado na lista das terapias alternativas.
"[A reflexologia] sempre foi considerada uma massagem relaxante, mas até agora seus benefícios não haviam sido documentados de forma rigorosa," afirmou Gwen Wyatt, da Universidade do Estado de Michigan, que fez o estudo juntamente com colegas de outras três universidades norte-americanas.
"Este é o primeiro passo para passarmos essa terapia complementar dos cuidados acessórios para os cuidados principais," completou.
Reflexologia
A reflexologia é baseada na ideia de que a estimulação de pontos específicos dos pés pode melhorar o funcionamento dos órgãos, glândulas e outras partes do corpo correspondentes a cada ponto.
O estudo incluiu 385 mulheres recebendo quimioterapia ou terapia hormonal para câncer de mama em estágio avançado, já com sinais de metástase.
As mulheres foram divididas em três grupos: um recebeu o tratamento de reflexologia, outro grupo recebeu uma massagem comum para os pés, para servir como controle, e o terceiro grupo recebeu apenas o tratamento médico padrão.
Respiração curta
As checagens dos sintomas e do estado de bem-estar das pacientes foram feitas após cinco semanas, e novamente após 11 semanas.
O grupo que recebeu o tratamento de reflexologia relatou menos diminuição no fôlego, ou respiração curta, um sintoma comum entre as mulheres em tratamento contra câncer de mama.
Talvez como resultado da melhor respiração, elas também melhores condições na execução das tarefas diárias, como subir escadas, vestir-se ou ir às compras.
Além do emocional
Os resultados surpreenderam as pesquisadoras, que esperavam melhoras mais significativas nos aspectos emocionais.
"Nós não observamos as alterações que esperávamos nos sintomas emocionais, como ansiedade ou depressão. As mudanças mais significativas foram documentadas no campo fisiológico," disse a Dra. Wyatt.
Outro benefício não esperado - uma redução na fadiga - só foi documentado no grupo que recebeu a massagem nos pés, o que aponta para um tratamento ainda mais simples, que dispensa a atuação de um reflexologista credenciado.
A pesquisadora afirmou que o grupo da reflexologia também não relatou mudanças esperadas em sintomas como dor e náusea, já documentados por outros estudos. Segundo ela, a razão para isso pode ser a eficácia dos medicamentos utilizados no tratamento do câncer, que mascaram os benefícios da reflexologia.

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Feliz Natal 2012


Sugestões de presentes para o Natal: Para seu inimigo, perdão. Para um oponente, tolerância. Para um amigo, seu coração. Para um cliente, serviço. Para tudo, caridade. Para toda criança, um exemplo bom. Para você, respeito.

domingo, 23 de dezembro de 2012

Como Fazer Massagem nos Pés

 
Não há melhor maneira de tratar um amigo ou um ente querido do que fazer uma maravilhosa massagem nos seus pés doloridos. Veja como fazer alguém se sentir como se estivesse pisando nas nuvens!

Passos
  1. 1
    Mergulhe os pés em água quente por cerca de 10 minutos. Você pode desejar incluir algumas gotas do seu óleo essencial favorito (ou fazer o seu próprio!) ou sais de banho. Muitos preferem óleo de hortelã ou alfazema. Certifique-se de os pés estejam completamente secos antes de iniciar a massagem.

  1. Aplique uma quantidade moderada de creme ou óleo nas mãos para aumentar a sensação de conforto. Certifique-se de que suas mãos estejam quentes. O óleo mineral não é absorvido pela pele, e pode ser facilmente limpo com uma toalha de papel.

  2.  
  3.  
    3
  4. Comece massageando a parte superior do pé, entre os ligamentos localizados na parte superior do peito do pé. Mova suas mãos em direção ao tornozelo. Depois, continue a massagear a sola, primeiro suavemente, aumentando gradativamente a pressão.
    4
  5. Faça movimentos circulares com o polegar e os dedos sobre a sola, e use mais pressão na área do calcanhar e da base dos dedos. Comece a partir do topo e vá descendo. Não se esqueça das laterais.

  6. 5
    Segure o pé com uma das mãos e utilize a outra para girá-lo, primeiro o tornozelo, e, em seguida, a parte logo abaixo dos dedos. Repita por cerca de 5 vezes em cada sentido.

  7. 6
    Segure o pé com uma das mãos e pressione as articulações da outra mão (punho) sobre a sola aplicando uma pressão moderada. Dê atenção suficiente ao centro da sola.

  8. 7
    Comece com o dedão do pé e vá trabalhando até o dedo mindinho, massageie cada dedo individualmente. Gire o dedo do pé entre o polegar e o indicador, á medida que for deslizando os seus dedos para baixo, aplicando uma leve pressão. Pressione suavemente a extremidade de cada dedo.

    8
    Deslize o seu dedo indicador entre cada dedo do pé cerca de 5 vezes. Para completar a massagem, use o polegar e os dedos fazendo, mais uma vez, movimentos circulares sobre a sola. Termine massageando a sola e o peito do pé.



 
9 Limpe qualquer excesso de creme ou óleo com uma toalha macia. Vista os pés em meias grossas para manter a hidratação (chinelos também pode ser o suficiente).


Dicas
  • Faça com que a pessoa se recline contra uma uma almofada no sofá, e certifique-se de que ela esteja relaxada e confortável. Considere colocar uma uma música relaxante de fundo ou acender velas levemente perfumadas para criar uma atmosfera especial.
  • Massagens lentas e suaves induzem o relaxamento, massagens mais rápidas e intensas induzem a estimulação.
  • Ao longo da massagem, se você sentir tensão em suas mãos, tente sacudi-las para liberar energia, e continue o trabalho.
  • Use uma voz calma e suave. Não fale muito rápido ou em um tom de voz tenso. Faça a pessoa sentir-se ainda mais relaxada com a sua voz.
  • Tente dar atenção igual para ambos os pés, pois o corpo humano abomina assimetria.
  • Quando você limpar os pés, uma toalha quente pode ser o ideal.


Avisos
  • Tenha cuidado para não usar muita pressão e causar desconforto; aplique, contudo, pressão suficiente para não fazer cócegas nas solas. Isso pode arruinar o momento.
  • Certifique-se de que os joelhos da pessoa não estejam "travados" (esticados) durante a massagem. Isso fará com que eles fiquem rígidos inibindo a circulação do sangue. Coloque uma almofada ou uma toalha enrolada sob o joelho da perna/pé que você está massageando para ajudar a mantê-lo relaxado e levemente dobrado.
  • Não abuse do óleo ou creme, ou suas mãos ficarão muito escorregadias para dar uma massagem eficaz.
  • Se a pessoa estiver grávida ou sofre de pressão alta ou diabetes, evite o uso de uma forte pressão sobre os pés, pois isso pode induzir o parto em mulheres grávidas ou agravar as condições de saúde existentes.
  • Se os pés estiverem dolorosos ou excessivamente sensíveis, procure ajuda médica ou cuidados de um profissional.


Materiais Necessários
  • Toalhas
  • Creme e/ou óleo
  • Água quente em uma banheira ou bacia
  • Sais de banho
  • Óleo essencial favorito (de preferência lavanda ou hortelã)
  • Almofada
  • (Opcional) música suave de fundo
  • (Opcional) velas levemente perfumadas
  • Meias limpas ou chinelos

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

A reflexologia podal é aliada no combate de muitas doenças


Ciência e conhecimentos milenares unidos na Reflexologia podal

Procedimentos de massagens em zonas específicas ativam o Sistema Nervoso Central e ajudam na cura de doenças como enxaqueca e gastrite


Os índios cherokee, uma antiga tribo norte americana, acreditavam que os pés unem o espírito ao universo e são o nosso contato com a terra e com as energias que fluem do planeta. Esta crença é reforçada pela reflexologia podal, uma técnica de massagem que une ciência e conhecimentos milenares e que tem nos pés o ponto de partida para proporcionar bem estar e relaxamento.

“A reflexologia podal segue o princípio de que todos os órgãos do corpo, inclusive o cérebro, estão conectados por meio de canais de energias ativadas em pontos nos nossos pés. Quando nossos pés estão cansados, assim está a nossa mente e corpo”, explica Luciane Colares, massoterapeuta.

Os pés possuem 70 mil terminações nervosas e estes pontos específicos (chamados de zonas), liberam toxinas do corpo ao serem pressionados e agem em diversos órgãos internos. O estímulo faz com que o Sistema Nervoso Central inicie uma gama de atividades internas, verificando o estado de funcionamento do órgão que está sendo estimulado.

Luciana Colares destaca que a reflexologia podal , associada aos tratamentos clínicos convencionais, pode auxiliar na prevenção e cura de várias doenças. No sistema digestivo, por exemplo, a técnica ajuda a combater a úlcera, gastrite, azia, prisão de ventre, má digestão, hepatite, icterícia, gordura no fígado, pedra na vesícula, enxaqueca, tontura, insônia, sinusite, artrite, gota, diarréias e até hemorróidas.

Nas crianças, a massagem terapêutica é eficaz para aliviar cólicas, diarréias e distúrbios do sono. No caso dos pequeninos, os movimentos são feitos pelas mamães, sob a orientação do massoterapeuta. “O intervalo entre cada sessão, seja para adulto ou criança, pode ser de sete dias. Para fins terapêuticos são recomendadas pelo menos dez sessões. É muito importante o contato do terapeuta com o paciente, pois será nessa conversa inicial que iremos detectar os problemas para definir os melhores pontos de aplicação”, afirma a especialista.

CONTRA-INDICAÇÃO – A reflexologia podal não é indicada para hipertensos, diabéticos, grávidas e pessoas com problemas cardiovasculares. Por ativar a circulação, evita-se também a prática dessa massagem logo após as refeições.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

ÁCIDO ÚRICO COMO A REFLEXOLOGIA PODE AJUDAR:


Sempre que tocamos no ponto reflexo obstruído fazemos a desobstrução do ponto, aumentando o fluxo de sangue para aquela determinada área, sendo assim ajudamos ao corpo eliminar de maneira mais rápida as toxinas, melhorando o seu funcionamento. Os sintomas do ácido úrico aparecem primeiro no pé: Frequentemente assinalado por uma alteração súbita no dedo grande, que fica lustroso, inchado, inflamado e extremamente dolorido. O ponto inicial de irritação é quase sempre a articulação na base do dedo grande, mas outras articulações do pé também podem ser afetadas.
 
ÁCIDO ÚRICO:
O ácido úrico está entre as substâncias naturalmente produzidas pelo organismo. Ele surge como resultado da quebra das moléculas de purina – proteína contida em muitos alimentos – por ação de uma enzima chamada xantina oxidase. Depois de utilizadas, as purinas são degradadas e transformadas em ácido úrico. Parte dele permanece no sangue e o restante é eliminado pelos rins.
Os níveis de ácido úrico no sangue podem subir 1) porque sua produção aumentou muito, 2) porque a pessoa está eliminando pouco pela urina, 3) por interferência do uso de certos medicamentos.
Como consequência dessa taxa de ácido úrico elevada (hiperuricemia), formam-se pequenos cristais de urato de sódio semelhantes a agulhinhas, que se depositam em vários locais do corpo, de preferência nas articulações, mas também nos rins, sob a pele ou em qualquer outra região do corpo.

Estudos recentes realizados no Instituto do Coração de São Paulo mostram que níveis elevados de ácido úrico no sangue aumentam o risco de desenvolver acidentes cardiovasculares.

Sintomas
O depósito dos cristais de urato nas articulações, em geral, provoca surtos dolorosos de artrite aguda secundária, especialmente nos membros inferiores (joelhos, tornozelos, calcanhares, dedos do pé), mas pode comprometer qualquer articulação. Nem todas as pessoas com hiperuricemia desenvolverão gota, um tipo de artrite secundária, de caráter genético e hereditário, que acomete mais os homens adultos.
Nos rins, a hiperuricemia é responsável pela formação de cálculos renais (litíase renal) e insuficiência renal aguda ou crônica (nefropatia úrica).

Diagnóstico
O diagnóstico de certeza é dado por um exame que mede a concentração de ácido úrico no sangue e exige 8 horas de jejum para ser realizado.

Tratamento e prevenção
Portadores desse distúrbio metabólico devem evitar o estresse físico, o uso de diuréticos e de antiinflamatórios, assim como devem evitar a ingestão excessiva de alimentos e bebidas ricos em purina (carne vermelha, frutos do mar, peixes, como sardinha e salmão, e miúdos).

Como leite e derivados parecem melhorar a eliminação do ácido úrico, devem ser incluídos na dieta que, acima de tudo, precisa ser saudável e favorecer o controle da obesidade e da hipertensão.
Além da alimentação pouco calórica, quando necessário, podem ser indicados medicamentos para inibir a produção de ácido úrico (alopurinol) ou para aumentar sua excreção (probenecide e sulfinpirazona). Algumas pessoas precisam dos dois tipos porque têm excesso de produção e dificuldade de excreção dessa substância.

Recomendações
* Beba bastante água para ajudar o organismo a eliminar o ácido úrico;
* Prefira os alimentos não industrializados; adote uma dieta saudável, rica em frutas, verduras, leite e derivados;
* Evite o consumo de bebidas alcoólicas, especialmente de cerveja que é rica em purina;
* Não se automedique. Consulte um médico para orientar o tratamento e peça ajuda ao nutricionista para eleger uma dieta que ajude a controlar a taxa de ácido úrico e a manter o peso em níveis adequados.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Reflexoterapia

 
Reflexoterapia, é a aplicação da reflexologia com abordagem emocional.Primeiro vou definir reflexologia. A reflexologia é um 
método que estimula terminais nervosos existentes nos pés que estão relacionados a cada órgão, glândula, vicera, ou até mesmo ossos do corpo humano.
Através desses estímulos, é possível desobstruir micro vasos sanguineos e assim restabelecer a perfeita comunicação entre o órgão afetado (dolorido ou doente) e o cérebro que por sua vez enviará agentes corretivos proporcionando a melhora da saúde física e emocional.
Na reflexoterapia, além dos benefícios dos estímulos aplicados nos pés, a pessoa pode confiar na ética do profissional, que por sua vez como um terapeuta, irá ouvi-la e ajuda-la a encontrar um caminho, que na verdade está dentro da própria pessoa.

Para isso utilizamos, musica terapia, vídeo terapia e outros recursos audiovisuais, bem como conversas positivas e estimulantes, para tocar o coração da pessoa que esta sendo tratada. Trazendo uma melhora ainda mais rápida da saúde emocional que como conseqüência contribui muito para a melhora da saúde física.

sábado, 15 de dezembro de 2012

A reflexologia é cada vez mais recomendada pela Organização Mundial de Saúde



A reflexologia é cada vez mais recomendada pela Organização Mundial de Saúde como uma terapia complementar para fazer face a certas doenças, como Parkinson e cancro, e até deficiências ou incapacidades motoras.
 
“Cada vez mais há dados, a nível da investigação, que comprovam a eficácia neste tipo de patologias”, observa Eduardo Luís, reflexólogo.
 
“A reflexologia é uma terapia que se baseia no princípio da existência de reflexos nos pés, nas mãos e na face, que ao serem estimulados faz com que aconteça o processo homeostático, ou seja o processo de equilíbrio”, explicou aquele que é o único reflexólogo certificado em Portugal, lembrando que esta ciência “não cura ninguém, mas através do toque, em determinados pontos específicos do pé, da mão da face, o corpo entra no seu processo de equilíbrio”.
 
Muitos já beneficiam do uso desta terapia que está enquadrada no âmbito das medicinas alternativas.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O maior benefício da Reflexologia

RReflexologia irá ajudar o corpo nos vários processos homeostáticos (de equilíbrio).
O maior benefício da Reflexologia é o relaxamento de nosso corpo. Ao diminuir a tensão, a massagem também provoca uma “faxina” das toxinas do organismo, eleva a circulação do sangue, e ainda ocasiona o equilíbrio físico, fisiológico e mental.
Esta terapia possui também um caráter preventivo, já que se pode detectar nos pés, por considerar um lugar de alarme, um desequilíbrio energético.
O seu efeito é cumulativo, ou seja, a cada nova sessão reforça-se a sensação de bem-estar físico e de paz interior, comprovando, assim, a sua eficácia. A técnica não apresenta efeitos colaterais pois é inofensiva para as áreas que estão funcionando adequadamente. 
Não existe idade para se fazer ‘Reflexologia’; pode ser feita de 0 a 100 anos, porém é importante que seja exposto ao profissional qualquer tipo de problema de saúde, ex: se a pessoa apresenta feridas ou coágulos, trombose, flebites, úlceras ou outro tipo de problema vascular nas pernas deve conversar primeiro com o seu clínico em relação ao uso ou não da reflexologia; e também avisar em caso de suspeita/confirmação de gravidez, porque nesse caso, como para os bebês, os movimentos devem ser mais suaves.
É bastante indicado nos casos: No sistema digestivo: úlcera, gastrite, azia, Prisão de ventre, má digestão, hepatite, icterícia, gordura no fígado, pedra na vesícula, enxaqueca, tontura, insônia, sinusite, artrite, gota, hérnia-de-hiato, doença de Crohn, diarreias e hemorroidas. 
- Também é eficaz em infecções como: asma brônquica, bronquite, enfisema, rinite alérgica, sinusite, faringite, rouquidão, Resfriados, pneumonia e tosse.
- Ainda nos tratamentos da dor ciática, dores lombares, hérnia de disco, dor de cabeça, torcicolo, dores nas costas, LER - Lesão por Esforço Repetitivo ou DORT - Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho, artrite, artrose, osteoporose, espasmo muscular, bursite, tendinite, fibromialgia, inflamação no tecido fibroso, câimbras e reumatismo...

BENEFÍCIOS DA REFLEXOLOGIA:
- Relaxa o corpo, a mente;
- Normaliza as funções corporais;
- Melhora a circulação sanguínea que nutre, oxigena todas as células do corpo;
- Melhora a comunicação nervosa;
- Aumenta as capacidades do sistema imunitário;
- Alivia a dor;
- Relaxa o corpo e isso induz o próprio corpo a se equilibrar e funcionar mais eficientemente.eflexologia irá ajudar o corpo nos vários processos homeostáticos (de equilíbrio).

 

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

OBSERVE COMO SEU CORPO E A INTERPRETAÇÃO DA REFLEXOLOGIA - AVALIAÇÃO E TRATAMENTO.


OBSERVE COMO SEU CORPO E A INTERPRETAÇÃO DA REFLEXOLOGIA - AVALIAÇÃO E TRATAMENTO.



A natureza é perfeita em ordem e sincronia. O sistema nervoso trabalha através de caminhos que os ocidentais chamaram de mapas e os orientias de convergência de meridianos, através de um principio chamado de “caminho de estimulo”. Essa caminho quando estimulado devidamente disparara um sinal sináptico que resultara
 em duas respostas, positiva ou negativa sobre uma determinada área, região ou ponto. Para esse fenômeno  os pesquisadores de terapia zonal e reflexologistas chamaram de processo reflexológico. Invertidamente quando o organismo (homeostase sistema imune sutil) quer avisar que um órgão ou sistema não está equilibrado, certas áreas do corpo perdem a vitalidade. Aparecem manchas, escurecimento do local e até mesmo modificações mais agravantes.

Segundo os Terapeutas orientais, um sinal pode ser resultados emocionais que pode também modificar uma determinada região. Doenças graves podem ser sinalizadas muito antes de trazer consequências graves ao indivíduo. O que realmente é necessário é o estudo profundo desta fantástica ciência e também arte de cuidados naturais. Observemos as palmas e plantas dos pés  eles podem informar muitas coisas...Naturopatia vai além do que você imagina.Pense , observe seu corpo olhe para as mãos e pés. 



ABRAMC



domingo, 2 de dezembro de 2012