sábado, 31 de dezembro de 2011

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Como começar o ano com o pé direito?



Todo mundo sabe que final de ano é uma época fértil para as promessas. É comum as pessoas fazerem uma espécie de “balanço do ano”, avaliando o que foi bom e o que foi ruim, e, neste “balanço”, surgem as promessas para o ano que está chegando. Emagrecer, estudar mais, se dedicar mais à família, fazer uma viagem, ter filhos, parar de fumar, encontrar um(a) namorado(a)... Se pudéssemos fazer um ranking das promessas feitas com maior frequência, provavelmente estas estariam entre as 20 mais.

Confesso que eu fico um pouco intrigada com todas essas promessas. Não exatamente pelo que as pessoas desejam, pois tudo me parece bastante razoável. O que me intriga é que a maioria daqueles(as) que prometem parecem simplesmente se esquecer, rápido demais, do que prometeram. Não se esquecem do que desejam, é claro, mas se esquecem de suas próprias promessas. Assim sendo, continuam querendo parar de fumar, mas parecem não se lembrar do que devem fazer para isso. Continuam desejando fazer uma viagem, mas parecem se esquecer do que precisam fazer para que a viagem aconteça.

A impressão que tenho é que a maioria das pessoas simplesmente deseja algo e espera que seu desejo magicamente se realize. Acontece, no entanto, que quase nada nesta vida se faz desta maneira. Você deseja emagrecer, mas não basta desejar e ficar esperando que o peso magicamente vá diminuindo. É preciso fazer dieta, praticar esportes, adquirir hábitos mais saudáveis... De maneira semelhante, não basta querer encontrar um par e ficar em casa, de braços cruzados, esperando que o(a) felizardo(a) entre pela porta. É preciso ser ativo(a) na busca, se relacionar com as pessoas, conversar, sair, demonstrar interesse...

Já que esta é uma época de rever o que se passou ao longo do ano, pense no quanto você, que deseja tanto encontrar um amor, se esforçou para isso em 2011. Será que você simplesmente desejou isso no réveillon, mas ao longo do ano poderia ter feito mais? Ainda que você tenha buscado ativamente, o que será que pode fazer para 2012 ser ainda melhor? O que você faria novamente? O que faria diferente?

Em vez de fazer uma promessa de ano novo que se perderá, talvez seja mais interessante assumir um compromisso consigo mesmo(a). Este compromisso deve envolver não apenas bons pensamentos para o ano que chega, mas principalmente atitudes que favoreçam que seus desejos se realizem. Começar o ano com o pé direito significa, portanto, se propor a fazer todo o possível para atingir o que você tanto quer. Em outras palavras, não basta desejar e prometer. É preciso fazer por onde para conseguir realizar os próprios desejos.



Este artigo foi escrito por:
Dra. Mariana Santiago de MatosPsicóloga

domingo, 25 de dezembro de 2011

sábado, 24 de dezembro de 2011

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Livro - Reflexologia Como Aprendizado

Livro Reflexologia Como Aprendizado

- Crislane Sica

- Icone Editora

Reflexologia como Aprendizado (para leigos ou profissionais)

Dizemos que a saúde é o nosso bem mais precioso! Então porque adoecemos? Não existem "doenças", mas uma única doença ligada à imperfeição humana, e que se revela através de diferentes sintomas.
Neste livro é mostrado que a compreensão dos diversos sintomas clínicos podem ser amenizadas de uma forma mais rápida, eficaz e natural utilizando pontos em áreas das "solas" dos pés para consquistar então equilíbrio, relaxamento, harmonia e felicidade!

A reflexologia destina-se às pessoas que buscam formas de tratamento mais próximas a natureza delas mesmas!

- Brochura
- 80 páginas

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

A energia na Reflexologia

Assim como na medicina chinesa, ela provem da respiração e nutrição. E formada de fósforo, carbono, hidrogênio e oxigênio. Uma vez estas moléculas agrupadas com suas devidas cargas formarão a princípio a Ribose, a Adenina e o Trifosfato. É na união destes compostos que formamos o Trifosfato de Adenosina (ou ATP) que representa mais de 90% da energia de vida do ser humano. O curso desta energia é através da circulação sangüínea que a leva a cada célula individualmente e entra na mitocôndria desta, dando assim energia à célula e assim, esta tem força para absorver os nutrientes e excretar os resíduos não aproveitáveis. Com isso a célula fica saudável fazendo com que o tecido fique saudável e assim também todo o órgão bem como seus aparelhos e sistemas e todo o organismo. Porém o ATP não entra na célula nesta forma; antes ele recebe uma carga de cálcio provocando assim a divisão do ATP em Bifosfato de Adenosina ABP e Monofosfato Cíclico de Adenosina AMP, em qualquer destas formas, o ABP ou o AMP consegue entrar na mitocôndria e assim exercer o seu papel. Porém na forma isolada como AMP ou ABP que não entrou na célula, este não tem a função energética visto esta ser transferida para a célula, porém por uma ação hormonal o AMP une-se ao ABP tomando-se novamente ATP e novamente assumindo o papel de energia, pronto para ser utilizado novamente segundo o processo acima. As enfermidades ou mau funcionamento do organismo, como se este estivesse fraco para agir, se dará devido à falta de energia celular que por sua vez afetará em efeito dominó todo o organismo, e como há uma ligação direta do órgão com o cérebro, qualquer distúrbio celular ou tecidual será comunicado ao cérebro, que iniciará o processo de stress nervoso, enviando as descargas elétricas nas terminações nervosas correspondentes nos pés.


A fisiologia da Reflexologia explica que fazendo o trabalho inverso ou seja, pressionando as terminações nervosas, estas enviarão estímulos nervosos ao cérebro que, por sua vez, estimulará o órgão como que o sacudindo para que funcione bem e absorva os nutrientes que por ali estiverem, bem como o ATP.


Porém às vezes a patogeníase pode não estar ligada diretamente ao órgão. Pode ser um problema ligado diretamente ao ATP, como por exemplo, deficiências respiratórias ou nutricionais, mau metabolismo do cálcio ou desequilíbrio hormonal, além de agressões externas, tanto físicas como emocionais. Nestes casos precisamos estimular as glândulas e aparelhos como um todo para corrigir outras deficiências, às vezes não ligadas diretamente à patologia. Outras causas podem ser: um distúrbio do próprio Sistema de comunicação no caso o sistema nervoso, ou um problema ligado diretamente com a circulação sangüínea; nestes casos também devemos estimular estes sistemas através dos mesmos estímulos. Por isso a importância de uma boa avaliação prévia do paciente, se possível até com um diagnóstico clínico, para vermos até que ponto há uma lesão reversível ou irreversível. Assim através destes estímulos nociceptivos e nervosos podemos fazer com que todo o organismo tenha força própria para lutar e vencer suas próprias enfermidades e passar a funcionar o mais próximo da perfeição possível.


Resumindo: O ATP é a forma de energia nutridora que percorre cada célula do nosso corpo. É formada de Carbono, Hidrogênio, Oxigênio e Fósforo, que são retirados diretamente da respiração e da digestão. O ATP exerce uma influência direta na mitocôndria da célula, fazendo com que esta tenha energia para trabalhar, como se fosse a indústria da célula. Porém para que o ATP chegue ao seu destino existem alguns caminhos a percorrer. Há a necessidade de certos quesitos a fim do ATP desempenhar o seu papel para a manutenção da saúde.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Benefícios Físicos e Mentais da Reflexologia



Benefícios Físicos

- Desintoxica e revitaliza o organismo.

- Normaliza todas as funções corporais.

- Melhora a circulação sanguínea e a drenagem linfática.

- Estimula o sistema imunitário e o sistema nervoso.

- Alivia a dor.

- Relaxamento profundo.



Benefícios Mentais

- Aumenta a sensação de bem-estar geral, acalma e relaxa.

- Aumenta o nível de confiança e de auto-estima.

- Facilita a estabilização de uma mente agitada.


-Auxilia o controle do stress, da ansiedade e da depressão

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

O que é reflexologia?



A prática é indicada para desobstruir a energia, proporcionando o equilíbrio físico, mental e emocional

A reflexologia podal é uma prática que consiste na aplicação de pressões em pontos reflexos específicos localizados nos pés e que correspondem às diferentes zonas do corpo. O objetivo é tratar a pessoa inteiramente e induzi-la a um estado de equilíbrio e harmonia. Baseia-se no princípio de que existem áreas ou pontos reflexos nos pés que correspondem a cada órgão, glândula e estrutura no corpo.

Ao trabalhar esses reflexos, o corpo é beneficiado de diversas maneiras. Entre os benefícios estão: relaxamento físico e psíquico; melhor circulação sanguínea; fortalecimento do sistema imunológico; limpeza das toxinas do corpo - sistema linfático, excretório e tegumentário (pele); revitalização e equilíbrio da energia e do organismo; bem-estar físico e mental; alívio de dores na coluna e no nervo ciático; diminuição de edemas, síndrome pré-menstrual, depressão, ansiedade, dores de cabeça, problemas digestivos, entre outros.

A reflexologia desobstrui a energia estagnada, desimpedindo o fluxo de energia do corpo e energizando os aspectos físico, mental e emocional. Mediante o tratamento dos reflexos, os bloqueios são desfeitos e a harmonia é restaurada em todos os sistemas, o que resulta em saúde e bem-estar aos indivíduos sob tratamento.

A prática é contra-indicada em casos de feridas ou coágulos, trombose, flebites (inflamação das veias), doenças infecciosas, tumores malignos, leucemia ou outras formas de câncer, problemas cardiovasculares ou outro tipo de problema vascular nas pernas. Nesses casos é necessário consultar um médico.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O que acontece durante uma sessão de reflexologia?

Nossos corpos são um pouco como máquinas. Se nós cuidamos bem deles, eles não vai nos servir por mais tempo do que se espera. Isto significa que as coisas tais como ter uma dieta saudável e exercício não devem ser tomadas de ânimo leve. A Reflexologia é uma forma de terapia que oferece uma série de benefícios, sem quaisquer riscos, mas o erro que você nunca deve fazer é sacrificar o básico, como comer bem e exercitar só porque você faz reflexologia regularmente. Se você quiser a sua saúde geral para melhorar, você tem que integrar essas medidas com a reflexologia.

Preliminares básico

Na verdade, quando você vai para uma sessão de reflexologia, normalmente o terapeuta terá uma discussão detalhada sobre seu estilo de vida com você antes de começar. Depois dessa conversa, normalmente o terapeuta irá oferecer aconselhamento, como o que mudar em seu estilo de vida para garantir que você tenha uma vida melhor. Só depois destas preliminares básicas que a sessão de reflexologia começa.

O que acontece durante uma sessão de reflexologia?

Não precisa tirar a roupa para ter reflexologia. Esta forma particular de tratamento concentra-se em braços e pernas, por isso, essencialmente, você acabou de remover seus sapatos e meias. Se você é um homem, você pode querer afrouxar a gravata também. Para um conforto extra, coisas como meias e cintos apertados também deve ser removido. Você, então, senta em uma cadeira ou deita em um sofá no escritório dos terapeutas. Tem que fazer isso uma vez que as posições que você para um maior conforto, e também coloca seus pés na posição correta para tornar mais fácil para o reflexologista a trabalhar com eles. Depois de uma sessão de relaxamento do pé, o terapeuta faz massagem geralmente um pé de cada vez em uma ordem distinta. Polegares do terapeuta e os dedos funcionam sem problemas em torno de seus pés, utilizando uma variedade de técnicas para estimular o fluxo de energia em todas as zonas de reflexologia. Isso também funciona para liberação de todos os blocos e os desequilíbrios de energia. Se os terapeutas detectar um desequilíbrio energético , eles normalmente fazer-lhe perguntas para tentar descobrir o que pode ter causado o transtorno em particular. É típico de um a se sentir muito relaxado, e um pode até cair no sono durante a sessão. Após o tratamento será dado um pouco de água para beber e uma oportunidade para descansar e se orientar.

No geral, a reflexologia é um método muito bom de terapia, e qualquer pessoa pode obtê-lo. No entanto, é preciso se certificar de que eles também cuidar de outras coisas básicas, tais como dieta e exercício, se pretendem tirar o máximo proveito dela.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Reflexologia Podal



A reflexoterapia é uma das técnicas mais eficazes para proporcionar esse equilíbrio, pois atua diretamente no sistema nervoso central, reduzindo a tensão física e mental, promovendo o estado de relaxamento.

O reflexoterapeuta encontra os bloqueios existentes através de pontos doloridos e áreas granuladas, que evidenciam os distúrbios acometidos no organismo, pois cada ponto dolorido reflete exatamente o grau de comprometimento da saúde física ou emocional do indivíduo.

Problemas associados à dor na cabeça: insônia é o mais comum. Mas pode significar ainda cefaléia ou enxaqueca.
Na tiróide: dificuldade para digerir carboidratos, lipídios e proteínas. Isso prejudica a absorção de nutrientes vitais para o perfeito funcionamento do corpo. Caso a tireóide não funcione corretamente desde cedo, a criança terá alterações no ritmo de crescimento, podendo sofrer distúrbios de hormônios sexuais influindo, desta forma, na fertilidade.
No coração: enfraquecimento do músculo cardíaco, entupimentos de válvulas
ou artérias.


E muitas outra patologias ligadas a cada órgão.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

A reflexologia



A REFLEXOLOGIA ajuda a eliminar problemas causados por doenças específicas.

Ao trazer o corpo de volta a um estado de equilíbrio, o tratamento reflexo lógico pode combater diversas doenças.
A REFLEXOLOGIA relaxa tensões, melhora a circulação sanguínea, oxigenação e o sistema nervoso, ajudando a equilibrar o organismo naturalmente.

sábado, 3 de dezembro de 2011

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

É melhor previnir com reflexologia do que remediar



O velho ditado: ” Previnir é o melhor remédio ” nunca sairá de moda simplesmente porque encerra em si uma verdade cada vez mas incontestável. Portanto principalmente em relação a tua saúde não deixe de praticar esse tradicional conselho da sabedoria popular. Quando algum incomodo, algum mal estar , qualquer perturbação fisíca ou emocional lhe ocorrer: não vacile, não faça suposições, procure um médico porque somente esse profissional está qualificado e autorizado para diagnosticar e dizer se o que você está sentindo representa algo que pode se agravar ou não, ou se pode trazer complicações desnecessárias para a tua saúde.

Entretanto nada impede que você complemente os tratamentos tradicionais que precisar fazer ou seja nada inpede que você utilize mais de um recurso objetivando fazer com que seu organismo se recupere mais rapidamente, ou mais importante ainda: nada impede que você se previna das diversas patologias das quais todos estamos sujeitos. É justamente esse o nosso proposito indicar métodos de tratamentos naturais e eficientes que possam complementar, reforçar o tratamento convencional. Insistimos que a prevenção é a melhor forma de se manter a saúde.


Com este objetivo vamos sugerir neste artigo, algumas das manobras da Reflexologia (método natural de tratamento que consiste em estimular por meio de pressão com os dedos e os polegares as zonas reflexas localizadas principalmente nos pés) para dores de cabeça em geral.


Considerando que as dores de cabeça podem ter múltiplas origens, sugerimos que além das zonas reflexas correspondente a esta parte do corpo, seja trabalhada também, outras zonas correspondente aos orgãos e glândulas, possíveis de estarem associados a este tipo de dor. Ou seja, para tratar especificamente as dores de cabeça em geral você deverá estimular as zonas reflexas localizadas nas seguintes partes de seus pés (siga a sequência):


1.Os pontos reflexos da cabeça(a) é representada pelos dedos, especialmente o hálux (dedão). Portanto a pressão inicial deve ser focada no mesmo, precisamente no topo onde termina a lamina unguial. Imagine uma pequena almofada espetada por inúmeros alfinetes e você tendo que tocar a cabeça de cada um desses alfinetes, logo são pequenos saltinhos que você realiza durante a pressão, utilize as duas mãos: com uma você segura firmemente o pé e com a outra você utiliza a parte macia do polegar para pressionar.
2.Pressione agora, a parte central do hálux no lado dorsal, é abaixo de onde nasce a unha e acima da articulação, nos pés masculinos costumam nascer pelos nesta região. Este ponto reflexo corresponde aos seios nasais(b); pressione toda esta área varias vezes.
3.Trabalhe agora as laterais do hálux com ênfase na parte medial inferior, isto é , entre o halux e segundo dedo próximo as preguinhas. Este ponto reflexo corresponde a garganta(c).
4.Pressione agora a parte correspondente a glândula pituitária(d), ou hipófise, seu ponto reflexo está localizado no centro do halux (lado plantar) A glândula pituitária está localizada na base do cérebro e é considerada a ”mãe” de todas as outras glândulas. Sendo responsável pelo controle e segregação de quase todos os homonios do corpo. Portanto influencia o comportamento geral do organismo, logo, trate com carinho a zona reflexa da mesma.
5.Finalizando a sequência você pressiona o ponto reflexo das glândulas supra-renais(e) localizado logo a baixo do arco planta. Para localiza-lo trace uma linha vertical de mais ou menos uns 07 cm partindo do vão entre o hálux e o segundo dedo, o ponto reflexo é no final desta linha, a sola do pé costuma mudar de cor nesta área . Na dúvida trabalhe uma área maior que então por tabela, você acertará o ponto. As glândulas supra-renais realizam mais de 50 funções e produzem substâncias antiinflamatória. Portanto o estimulo de sua zona reflexa é importante não só para dor de cabeça, mas diversas patologias.
Os cinco passos descritos a cima trata e/ou previne sua dor de cabeça. Lembramos ainda que o tratamento deve ser realizado em ambos os pés.

Texto: Nill

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Reflexologia Podal Clássica

A Reflexologia Podal (projeção das partes do corpo sobre a planta dos pés e adjacências), é uma terapia destinada a ajudar na obtenção de uma vida saudável, mais calma no nosso cotidiano.

Nosso corpo dá sinais visíveis quando necessita de um toque calmante e os pés são como amplificadores dos cuidados que temos que ter.

Através da massagem dos pés e suas zonas reflexas, atua-se de forma preventiva ao desenvolvimento de diversas patologias, prolongando o bem-estar, restaurando a vitalidade do nosso corpo.

A Reflexologia age fortemente na diminuição de dores corporais - ou mesmo a total eliminação destas, oriundas do stress, da ansiedade, da má postura, do cansaço físico e mental.

Temos na Reflexologia uma massagem relaxante, anti-stress de grande amplitude.

domingo, 27 de novembro de 2011

Reflexologia



O conceito de Reflexologia está no trabalho com os pontos reflexos que podem estar em qualquer parte do corpo. Temos aqui a definição de micro-corpos e macro-corpos. Um micro-corpo tem todas as características anatômicas de um corpo comum. Como assim? Explico: Temos um micro-corpo do pé, no pé temos várias regiões, que reflexologicamente, representam a anatomia de nosso corpo inteiro, desde os órgãos internos, até os membros. Então através de técnicas de massagens em pontos específicos nós podemos efetuar tratamentos em diversas áreas do corpo.

O objetivo maior da Reflexologia é a busca pelo rejuvenescimento corporal. O dia-a-dia das grandes cidades nos coloca em situações que agridem o nosso corpo. Gás carbônico, hormônios, poluição no ar, poluição sonora, alimentos industrializados rico em gorduras, conservantes, açúcares, sódio, enfim, todo este conjunto faz com que a idade de nosso corpo acelere e então não teremos mais, corporalmente, a idade real.

Um bom exemplo disso está nos adolescentes, meninas de 12 anos já possuem corpo de mulheres de 20, assim como os meninos de 11 já possuem barba e voz grossa. Para estes adolescentes, com certeza seria algo interessante isso, afinal para quem não é legal, nesta época, se passar por mais velho, mais experiente, porém e quando estes crescerem e ficarem com seus 40 anos, como estará o corpo deles? Algo em torno de 60 anos, inclusive causando deficiência de mobilidade, disfunção sexual, falta de coordenação motora e inclusive descontrole dos órgãos excretores.

Existem duas linhagens da Reflexologia, a Pa-Kuana e a convencional. Vamos as diferenças! A Reflexologia convencional trabalha apenas o micro-corpo do pé e nela os dois pés se completam, formando um único corpo, isto é, um rim fica em um pé e o outro rim no outro, por exemplo. Já na Reflexologia Pa-Kuana trabalhamos com três micro-corpos, basicamente, pés, mãos e orelhas! Em ambos temos toda a anatomia do corpo, sendo que cada micro-corpo é individual. Usando o mesmo exemplo aplicado na Reflexologia convencional, na Pa-Kuana temos os dois rins em apenas um pé, assim como temos também os dois rins no outro pé.

sábado, 26 de novembro de 2011

Relaxe e cuide-se com a Reflexologia



Todo mundo gosta de uma massagem nos pés. E quando feita por um terapeuta que conhece a técnica, é possível aliar relaxamento com cuidados à saúde, tornando-se eficaz no tratamento e prevenção de doenças, podendo também ser utilizada em paralelo ao tratamento médico.

A Reflexologia nasceu na China há cerca de 5000 anos e é uma técnica da terapia holística. O nome reflexologia vem de pontos ou áreas reflexas. Esse fenômeno também se repete na íris do olho, na orelha e nas mãos.

Como os pés representam um microcosmo do corpo, todos os órgãos, glândulas e outras partes do organismo estão nele refletidas.

Os nossos pés são fundamentais para a manutenção da nossa saúde e do bem-estar, e podem fornecer informações preciosas sobre o estado geral do organismo. É esse o campo de estudo e trabalho da reflexologia podal, uma forma de massagem terapêutica nos pés capaz de prevenir e auxiliar no tratamento de doenças, equilibrando não só o corpo todo, mas também a mente e as emoções.

A reflexologia podal consiste na pressão aplicada pelos dedos das mãos em pontos específicos dos pés correspondentes a área do corpo em que se deseja tratar.

Esta pressão provoca mudanças fisiológicas no corpo, na medida em que o próprio potencial de equilíbrio do organismo é estimulado.

Além da cura e prevenção de doenças, a reflexologia proporciona instantaneamente, alterações no corpo, como:

• relaxamento geral do corpo
• relaxamento muscular e desbloqueio de tensões
• melhora da circulação sanguínea, facilitando o transporte de oxigênio e nutrientes.
• elimina toxinas
• estímulo da produção de endorfina, que atua como analgésico,
atenuando dores.

Alguns sintomas que podem ser aliviados ou prevenidos relacionados ao corpo e as emoções:

• ansiedade
• cansaço
• depressão
• dor de coluna
• enxaqueca
• estresse
• insônia
• TPM
• prisão de ventre
• entre outros

É importante lembrar que os nossos pés suportam o nosso peso durante todo o dia e são submetidos a uma pressão muito grande e em alguns casos, em sapatos não adequados.

Portanto, vale à pena dedicar este cuidado aos pés e ao corpo.

Silvia Constâncio

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Com relaxar o pé depois de um dia de trabalho com salto alto



As mulheres que passam grande parte do dia em cima do salto alto ou com sapatos desconfortáveis sabem que os pés merecem atenção e alguns cuidados

Além de ter que lidar com um dia cheio de afazeres, andando de um lado para o outro e passando horas em pé, ainda é preciso lidar as dores nos pés até o final do expediente. E aí, a primeira sensação ao retirar os calçados, é de alívio.

No entanto, somente ficar descalça nem sempre resolve o desconforto. As mulheres que passam grande parte do dia com salto alto ou sapatos nem tão confortáveis sabem bem o que é isso. Para ter uma noite tranquila, os pés precisam estar sempre relaxados e sem nenhuma dor. Afinal, encarar a rotina novamente no outro dia exige disposição.

Basta dedicar alguns minutos do seu dia e investir em cuidados diários para sentir a diferença. Confira algumas dicas básicas, porém eficazes, e alivie os pés cansados após um dia de trabalho.

Evite a má circulação

ação A primeira coisa a se fazer quando chegar em casa, é descalçar os pés para aliviar as dores. Mas, além disso, é preciso mexer os pés para ativar a circulação e diminuir o inchaço.

Levante os pés a mais ou menos 45 graus e, com as mãos, mexa os dedos por alguns minutos. Alguns exercícios físicos que podem ser feitos em casa mesmo para movimentar os pés, também são eficazes para aliviar as dores.

Relaxe os pés

Depois de ativar a circulação, repouse os pés em salmora (mistura de água quente com duas colheres de sal) e deixe os pés relaxarem por um tempo. Passar os pés na água corrente quente e depois fria por um minuto cada é muito revigorante e dá uma boa sensação de relaxamento para os pés. Mas cuidado, pois esse procedimento não é indicado para pessoas que sofrem de má circulação e diabetes devido as diferenças de temperatura.

Massagem nos pés

Faça uma sessão relaxamento com uma boa massagem nos pés com creme hidratante. A reflexologia podal é uma técnica que ajuda a amenizar as dores causadas pelo estresse e ansiedade do dia-a-dia relaxando os pés e reestabelecendo a harmonia para o corpo todo.

A técnica consiste em apertar delicadamente os dedos, fazendo pressão com movimentos circulares para aliviar as dores na planta dos pés. Uma dica que também ajuda a aliviar as dores depois da massagem, é mergulhar os pés em uma bacia com chá de hortelã ou camomila.

Gelo: um santo remédio

Colocar gelo enrolado em um panopor alguns minutos nos pés e tornozelos é tiro e queda para eliminar as dores ou qualquer tipo de inflamação. Faça movimentos circulares em toda a região da planta dos pés, nos dedos, e em seguida passe um pouco de creme hidratante.

Escolha o sapato certo

Quem passa muito tempo em pé ou andando com calçados desconfortáveis por muitas horas acaba sofrendo com dores no final dia. Para aliviar um pouco o desconforto, é recomendado usar sapatos que deixe os pé bem acomodados e confortáveis. Escolha modelos que não apertem os pés para não causar a má circulação.

Se usados diariamente, os saltos finos podem causar sério problemas na coluna. Troque por modelos em que o salto seja o mais baixo possível ou elimine de vez para evitar a fadiga. As solas dos pés também sofrem agressões devido a escolha errada do calçado. Por isso, escolha tênis ou sapatos em que a sola seja mais grossa e com amortecedores.

Fonte: Dica de mulher

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Dicas para o verão



O verão está chegando e com ele os pés ficam mais expostos

Saiba como mantê-los hidratados para calçar sandálias sem medo
Com o verão, é praticamente impossível calçar sapatos fechados. A opção mais saudável e confortável é usar sandálias. Com a farta oferta de modelos que o comércio oferece, não é difícil escolher um que melhor se adapta a você. Porém, para calçar esse tipo de sapato, é preciso estar com os pés saudáveis, sem um sinal de ressecamento, problema comum no verão provocado pelas altas temperaturas.

Antes, que tal relaxar os pés com uma bola de gude?
Numa bacia com água morna coloque uma colher (sopa) de sal grosso. Acrescente duas gotas de óleo essencial. O óleo refresca e tem ação bactericida. Você pode optar pelos de lavanda e eucalipto. Deslize os pés sobre as bolinhas, massageando toda a sua extensão friccionando-as entre os dedos. A técnica ajuda a relaxar e prevenir inchaços nos pés.

Se seus pés estão muito ressecados, uma boa solução é fazer uma esfoliação neles. Use um creme esfoliante ou uma mistura de sal grosso com óleos essenciais. Os grânulos quando são friccionados nos pés, incentivam a renovação celular, retirando a camada mais ressecada e opaca da pele.

Depois do relaxamento, é hora de hidratar os pés. Com um creme à base de uréia – ela tem a capacidade de se ligar a moléculas de água dentro das células, aumentando a hidratação por mais tempo- faça massagens. Após essa massagem, algumas clínicas estéticas dão banho de vapor nos pés coberto com este creme.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Chinelo Massageador

A massagem nos pés, é um dos tratamentos mais relaxantes que você pode dar a si próprio.

O estudo sobre este tipo de massagem é a reflexologia. Reflexologia podal é a terapia que envolve a aplicação de pressão focalizada em pontos conhecidos, localizados nos pés para curar ou prevenir doenças. A reflexologia do pé é baseada no conhecimento prévio de nossas zonas de nervos ou pontos reflexos que vão desde o fundo dos nossos pés para cima da nossa cabeça, abrangendo todos órgãos vitais no caminho.

•As nano-partículas de prata são misturadas quando as molas são ativadas, isso faz com que esse produto tenha eficácias de desinfecção e anti-séptico.
•Usando 15min por dia pode suavizar os problemas de inchaço.
•Use o produto depois de acordar, após o banho ou enquanto estiver trabalhando para relaxar.
•Você pode cuidar da sua saúde através das massagens nos pés enquanto caminha utilizando o produto, isso signifíca que a massagem está fazendo efeito.
•O produto irá seguir os movimentos dos seus pés enquanto caminha encontrando os pontos de acupuntura produzindo uma eficaz massagem.
•As quarenta e uma molas são posicionadas em diferentes pontos de estresse localizados nas planta dos pés.
•Forte função de terapia magnética.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Rachaduras nos pés

Já parou para pensar o quanto maltratamos nossos pés? A moda não é nada generosa com eles. Salto alto, bico fino, sapatos abertos expondo os calcanhares à poeira... O simples fato de ficarmos de pé já é uma sobrecarga para eles. O atrito diário mais o ressecamento tornam a pele dos pés mais espessa, dura, com aquela sensação de lixa. Muitas vezes isso pode causar rachaduras, descamação ou fissuras. Além de poderem ser doloridas, as fissuras funcionam como uma porta de entrada para infecções. Na maioria das vezes o problema é causado por fatores externos agredindo os pés, mas alterações vasculares ou doenças de pele como psoríase podem agravar o quadro. Nesses casos o melhor é fazer uma consulta com o dermatologista.

Cuidados básicos

No final do dia faça um carinho nos seus pés: hidrate-os! Se o ressecamento estiver mais intenso, aplique o hidratante e faça uma oclusão com filme plástico ou com “touca” para os pés. A oclusão fará com que o creme penetre mais na pele.

Fuja das lixas

A pele dos pés engrossa por causa do atrito. Lixar só vai causar mais atrito e consequentemente irá estimular ainda mais o espessamento da pele. O melhor é substituir a lixa por cremes esfoliantes. Os hidratantes com uréia são uma boa opção para afinar a sola dos pés.Se houver fissuras, acrescente algumas gotinhas de óleo de girassol ao seu hidratante. Isso irá ajudar na cicatrização.

O fundamental é ter persistência. Nem o melhor hidratante do mundo vai resolver o problema em um passe de mágica!

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Reflexologia podal é "terapia de pressão"



Reflexologia podal é "terapia de pressão" e envolve a aplicação de pressão voltada para certos conhecidos pontos reflexos localizados nos pés para curar ou prevenir doenças. Reflexologia podal é baseado na premissa de que as nossas zonas de nervo ou pontos reflexos vão desde o fundo dos nossos pés para o topo da nossa cabeça, abrangendo todos os órgãos vitais no caminho.

Um reflexologista treinado pode exercer pressão sobre meridianos diferentes ou linhas de energia na sola e laterais dos pés para determinar a causa da doença.

As informações abaixo são um guia para massagem nos pés. Alguns benefícios da reflexologia acontecerá automaticamente pelo simples fato de massagear as solas dos pés, mas o objetivo principal é ajudar a pés cansados ​​se sentir melhor.

Preparação para Massagem do pé:

Se você está dando uma massagem nos pés para o seu parceiro ou amigo do que garantir que o pé massagem é confortavelmente reclinado sobre um travesseiro ou um sofá. Existem vários cremes e óleos que podem ser usados ​​para uma massagem nos pés. No entanto, recomendamos o uso de óleos de massagem essencial para alcançar uma massagem nos pés, em última análise relaxante. Para começar certifique-se os pés são limpos, um pé de molho com sais de Epsom é uma maneira maravilhosa de estresse antes de uma massagem nos pés. Certifique-se de que seus pés estão completamente secos (incluindo entre os dedos) antes de começar.

Técnicas de Massagem pé:

Acariciando- Esta técnica estimula os vasos sanguíneos em seus pés e promove calor suave. Segure o pé em suas mãos e começa a massagear a superfície superior do pé. Use o seu polegar em um movimento lento empresa, acariciando, começando nos dedos dos pés e subindo até o tornozelo. Depois de ter atingido o tornozelo seguir a mesma linha de volta para os dedos dos pés. Certifique-se de aplicar leve pressão para os dedos do que o tornozelo.

Ankle-rotação Em primeiro lugar gentil mover o lado do tornozelo para o lado para soltar a articulação do tornozelo. Segure o calcanhar do pé em um movimento de escavação e segurar a bola do pé com a outra mão. Gire o pé no sentido horário e anti-horário três ou quatro vezes para relaxar ao pé da articulação do tornozelo, invertendo os sentidos calma e destress seus sentidos.

Dica aleatória - Use meias limpas e sapatos que lhe cabem corretamente. Direito sapatos ajuda a adiar lesões e dor. Se você sentir seus pés suam mais que outras, ir para couro ou sapatos de lona, ​​mas não as sintéticas ou sapatos de plástico. Sapatos de plástico ou vinil não esticar ou respirar. Sandálias também são uma boa opção. Use pó do pé diariamente. - Dica Aleatório

Pivotante - Gentilmente segure o pé na mão e use a outra mão para massagear a sola do pé com o polegar. Comece com a área diretamente abaixo do dedo do pé grande e lentamente mover-se para os outros dedos. Depois de pressão inicial, role o polegar para trás e para frente. Pode ser visto como movendo o polegar. Liberação de pressão, e se mover.

Dica aleatória - Algumas dicas úteis e valiosas sobre Cuidados com os pés:

a) Verifique seus pés diariamente para cortes, feridas, manchas vermelhas, inchaço e unhas infectadas.

b) Não corte calos e calosidades (parte endurecida ou espessada da pele). Consulte o seu médico se você tiver desenvolvido calos e calosidades, em vez de cortá-los fora de usar emplastros de barbear, milho ou alguns removedores de milho líquido.

c) Certifique-se que as unhas do dedo do pé são aparados corretamente. Apará-los em linha reta e lisa-los usando uma lixa de unha.

d) Se você é diabético, consulte seu médico. Pacientes diabéticos estão em maior risco de desenvolver complicações do pé e feridas que não cicatrizam facilmente. Existem três grandes problemas que uma pessoa diabética faces se desenvolve alguma doença do pé.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

REFLEXOLOGIA... E A CONQUISTA DE UMA BOA SAÚDE.



A reflexologia é uma técnica curativa holística (o termo holístico é derivado da palavra grega Holos que significa "inteiro").

Não deve ser confundida com a massagem básica dos pés ou com massagem de corpo de maneira geral... É uma técnica específica de pressão que atua em determinados pontos dos pés que, por sua vez, são áreas reflexas de outras partes do corpo. Assim, procura tratar o indivíduo como uma entidade constituída de corpo, mente e espírito.

A reflexologia conquistou um lugar de destaque no campo da medicina natural complementar por sua forma extremamente eficaz.

É uma arte suave, uma ciência e um método de tratamento com excelentes resultados.

É uma ciência porque se baseia no estudo fisiológico e neurológico, sendo também uma arte porque depende bastante da habilidade com que o terapeuta aplica o seu conhecimento e da dinâmica que ocorre entre este e o beneficiário, gerando um total relaxamento na pessoa a receber a massagem.

A pressão é aplicada nas áreas reflexas (veja na imagem abaixo) com os dedos das mãos e usando técnicas específicas, provocando mudanças fisiológicas no corpo, na medida em que o próprio potencial de cura do organismo é estimulado. Desta forma, os pés podem desempenhar um papel importante na conquista e manutenção de uma boa saúde.

Essa técnica pode ser aplicada todos os dias, em sessões de massagens por cerca de 20 minutos, de acordo com a necessidade da pessoa em tratar determinados pontos de seu corpo.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Diabetes e qualidade de vida



Não se pode negar que a notícia de que alguém é portador de diabetes pode assustar, já que traz com ela a necessidade de mudanças importantes em hábitos e estilo de vida. Mas também é igualmente verdade que é plenamente possível conviver com a doença com qualidade e com alegria de viver, usando a diabetes com ponto de partida para mudanças que já se faziam necessárias e que só trazem ganhos à rotina e à saúde. É essa reflexão que gostaríamos de estimular, em comemoração ao Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro.

Como diabetes é uma falha no transporte da glicose para dentro das células, podemos pensar em duas maneiras de ajudar o corpo: a primeira é controlar a oferta de glicose no sangue e a segunda é receber ou produzir mais insulina para executar o transporte da glicose necessária à sobrevivência para dentro de nossas células. A segunda forma vai depender de medicamentos, naturais ou sintéticos, de acordo com a necessidade individual de cada um, receitados e acompanhados pelo médico endocrinologista. Mas a primeira forma de auxiliar nosso corpo a conviver bem com diabetes depende exclusivamente da aquisição de hábitos saudáveis de vida e nesse campo as terapias naturais podem auxiliar bastante. Coisas simples como respirar livremente, se alimentar adequadamente, dormir, beber água, movimentar-se e ter pensamentos saudáveis são tão fundamentais para equilibrar nosso corpo e nosso espírito quanto a dosagem correta de insulina necessária ao funcionamento adequado do organismo.

Observe-se

O controle da oferta de glicose deve ser feito, obviamente, pelo controle da dieta. Todo diabético sabe que tem que reduzir o consumo de doces e massas, alimentos ricos em glicose e em carboidratos - que também se transformam em glicose dentro do corpo. Mas o que é importante observar é de que maneira lidar com a ansiedade, o medo, a tolerância à frustração e os limites impostos por uma dieta.

Muitas vezes a gente escuta que basta que uma coisa seja proibida para que tenhamos muito mais vontade de fazer, não é mesmo? Isso é natural ao ser humano, mas nem por isso temos que aceitar sem buscar soluções pra este sentimento de ansiedade e frustração. No amplo leque das terapias naturais vale lembrar o uso de florais, de aromas, de técnicas respiratórias e meditativas, de práticas corporais, de reflexologia, técnicas que auxiliam a diminuição da compulsividade - aquele impulso de comer rapidamente e sem discriminação - e ajudam a estabelecer uma rotina diária saudável e equilibrada.

■Terapia floral - vários são os florais que auxiliam na redução de um comportamento compulsivo e no aumento da tolerância à frustração. Podemos citar o Chestnut Bud, que ajuda a quebrar círculos repetitivos, viciosos, facilitando o aprendizado de novos hábitos; Walnut, um floral importante para proteção e adaptação às fases de mudanças; Mimulus, para o medo da doença e Larch, para ter segurança de que se é capaz de seguir a dieta.
■Aromaterapia - muito importante num momento que temos que lidar com a dieta é se concentrar nos aromas naturais dos alimentos e perceber que eles também nos saciam. Além disso, o óleo essencial de lavanda com laranja ou bergamota (1 gota de cada) em um aromatizador no ambiente das refeições ou em um aromatizador pessoal ajuda a relaxar e diminuir a compulsividade.
■Práticas corporais, exercícios respiratórios e meditativos - muito se pode conseguir em equilíbrio incluindo-se duas ou três vezes na semana uma prática corporal, como yoga ou tai chi chuan. Mas também se pode alcançar excelentes benefícios corporais se apenas incluímos momentos de alongamento e respiração ao longo do dia. Uma das chaves para uma mudança de hábitos é a consciência. E estas práticas, muitas vezes bem breves, proporcionam momentos de clareza mental que ajudam nesta tomada de consciência da necessidade e dos benefícios de mudar.
■Reflexologia - massagem ou automassagem nos pés é por si só uma ação relaxante. Além disso, estimula os órgãos digestivos e também o pâncreas, responsável pela produção de insulina. Já a auriculoterapia (colocação de sementes ou esferas em pontos da orelha) contribui para uma boa circulação energética e o desbloqueio de pontos de tensão ajuda a conquista de um equilíbrio geral do corpo.
■Dicas indispensáveis, sempre - atenção à ingestão diária de água, mastigar bem e comer pausadamente evitando assuntos que aborreçam durante as refeições. Descanso e preparo para uma boa noite de sono, estabelecer um horário para uma reflexão diária ou uma leitura, ouvir ou tocar música, pintar, dançar e manter ativa sua vida social, além de participar de algum trabalho social, são atividades que redimensionam os desafios do dia a dia.
Enfim, podemos considerar que o diabetes é uma mensagem importante que o corpo emite pedindo a manutenção de hábitos mais saudáveis! E que temos aliados naturais para nós auxiliar na conquista de uma vida mais equilibrada e feliz!

sábado, 12 de novembro de 2011

Reflexologia na escola



Com muita freqüência as mãos são usadas para diminuir as tensões do corpo, isto é feito instintivamente quando as pessoas se machucam e têm um reflexo automático de inicialmente segurar o lugar machucado e em seguida esfregar as mãos. Dessa maneira a sensação de dor diminui por conseqüência da energia das próprias mãos, trazendo assim, o reequilíbrio para esta parte do corpo.

A Reflexologia, por sua vez, é uma técnica terapêutica baseada neste princípio. São usados os dedos para pressionar zonas de energia no corpo. Pode-se também usar as próprias mãos, massageando a si mesmo ou os pés, mãos e cabeça de outra pessoa, proporcionando uma sensação de bem estar (OXENFORD, 1997).

Muitas moléstias resultam de tensões emocionais vividas pelo homem de hoje em conseqüência de hábitos prejudiciais como: alimentação inadequada; pressão psicológica sofrida pelo meio em que vive; acontecimentos traumáticos; e até mesmo o uso de sapatos impróprios, considerado por Eunice Ingham (In OXENFORD, 1997), como verdadeiras caixas demasiadamente justas que impossibilitam o movimento livre dos pés, pressionando áreas reflexas inadequadamente. Diante dos problemas abordados acima, a Reflexologia é uma opção para adquirir um desenvolvimento físico, emocional e mental (SHEALY, 2000).

Para o Rudolf Laban, autor do livro Domínio do Movimento, a Reflexologia pode, inclusive, ser considerada como uma arte, uma vez que é uma sub-área da arteterapia. Enquanto processos terapêuticos, a Reflexologia e a arteterapia têm elementos em comum, dentre os quais estão: proporcionar o bem estar; restabelecer o equilíbrio do corpo; descontrair a musculatura e melhorar a circulação sangüínea.

Deste modo, acredita-se que a Reflexologia na escola, por parte dos alunos, aprendendo a utilizar suas próprias mãos na aplicação, terão suas tensões diminuídas e alcançarão um estado de relaxamento, atingindo por meio deste um melhor equilíbrio, conhecimento maior do próprio corpo e bem estar geral.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

O método terapêutico da Reflexologia



Para o Dr. Shealy (2000), a Reflexologia é na atualidade uma das terapias alternativas mais populares. É simples, segura e muito eficiente: a pessoa não precisa despir-se e só usa suas mãos. Além disso, a Reflexologia é muito usada junto à medicina.

O tratamento ajuda no equilíbrio e no bem estar. Pode auxiliar também num melhor resultado no tratamento com medicamentos, determinadas doenças, operações e quebraduras de ossos.

Definição de Reflexologia

A Reflexologia é baseada na concepção de que todas as partes do corpo são ligadas por meio de caminhos de energia, denominados meredianos, que terminam nos pontos extremos do corpo: pés, mãos e cabeça. O método terapêutico da Reflexologia aplicado através do toque atinge todos os órgãos, funções e estruturas do corpo.

O terapeuta por meio dos polegares e dos outros dedos pressiona as regiões de reflexos estimulando o corpo e provocando um equilíbrio e bem estar.

A pressão exercida nos pontos influencia os órgãos ou partes do corpo no trabalho conjunto entre diferentes funções e reações.

Para Josefina Miralles, citada por Leila Carneiro (2008), a Reflexologia trata do indivíduo em sua totalidade (corpo e mente) e, conseqüentemente, conquista o alívio de sintomas diversos como dores em geral, problemas alérgicos, circulatórios, digestivos, sexuais ou de ordem emocional (ansiedade, stress, depressão, entre outros), e os relacionados à menopausa.

Para os atletas, a Reflexologia permite o alívio da ansiedade, resultando em maior força física e melhor equilíbrio (fatores estes muito importantes nas práticas competitivas), auxilia o corpo a recuperar-se dos desgastes musculares, além de aliviar a tensão acumulada ao final de cada conquista.

No que se refere à pele, sob o ponto de vista estético, observa-se ao término de cada sessão um alívio das olheiras e bolsas abaixo dos olhos, o desaparecimento dos sinais de cansaço e o resplandecer da pele.

Segundo Frederic Viñas, médico e pioneiro da Reflexologia na Espanha, citado por Leila Carneiro (2008), é o sistema nervoso, como órgão de comunicação, coordenação e regularização das diferentes estruturas e funções do organismo, que permite a aparição de múltiplas reações reflexas em nosso corpo. Ou seja, poderíamos comparar o Sistema Nervoso à rede elétrica de uma casa já que o seu bom estado é fundamental a um perfeito funcionamento de todo o corpo.

Viñas complementa ainda que a Reflexologia dos pés pode provocar reações com o estímulo das áreas que indicam um desequilíbrio energético, entre outros sintomas típicos, como um indicativo de que o organismo utiliza sua energia vital para resistir e livrar-se dos seus padecimentos.

Estas respostas desejáveis podem servir-se de vários órgãos na tentativa do organismo de eliminar toxinas. Com freqüência ocorrem as seguintes reações: processos de eliminação, cansaço relaxante, sono reparador, suor mais intenso, etc. Estas manifestações são passageiras e significam que o processo de melhoria da saúde já foi iniciado.

O organismo responde aos estímulos e começa a combater a enfermidade.

Rosalind Oxenford, autora do livro Reflexzone Therapie, foi quem primeiro definiu a Reflexologia como a técnica que se baseia na concepção de que todas as partes do corpo são ligadas as zonas de energia (meridianos). Reflexo quer dizer, no contexto desta terapia, o reflexo de todos os órgãos, funções e o equilíbrio do corpo nos pés e nas mãos. Reflexologia é o trabalho dos reflexos de uma maneira sistemática e precisa que, através de pressões nas zonas de reflexos, estimula o equilíbrio e o bem estar do corpo.

Eunice Ingham, citada por Leila Carneiro (2008), acredita ainda que a Reflexologia é uma técnica específica de massagem aplicada determinadas áreas dos pés que permite a recuperação gradativa do bem estar. Para a autora, a massagem reflexológica ativa o mecanismo de cura que existe no interior de cada indivíduo. O seu efeito é cumulativo, a cada nova experiência reforça-se a sensação de bem estar físico e de paz interior.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Reflexologia - um tratamento natural



Pode-se entender Reflexologia como a promoção da harmonia do corpo, da mente e das emoções. Ela é um poderoso instrumento para restabelecer de forma natural o equilíbrio do ser humano.

Como a Reflexologia faz isso?

Para esses autores, a Reflexologia possibilita essa sensação através da pressão em determinados pontos dos pés, das mãos e da cabeça, que são interligados com outros órgãos.

Quais são as mudanças?

Como resultado da Reflexologia, é possível, identificar mudanças fisiológicas:

relaxamento do corpo todo;
descontração dos músculos;
estimulação da produção de endorfina;
melhor desempenho da circulação sanguínea.

Todos os autores enfatizam que a Reflexologia não é a massagem terapêutica em si que cura. Ela estimula o organismo a buscar a cura. É dessa maneira que nossos pés e mãos podem desempenhar um papel importante na conquista e manutenção da saúde.

Como é possível observar pode-se encontrar na Reflexologia um tratamento simples, confortável, eficaz e natural para a reconquista gradual do bem-estar físico e mental.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A reflexologia e as crianças




A Reflexologia pode ser administrada a crianças muito pequenas, mesmo em bebês. Estudos feitos por várias instituições, escolas e associações, com AIRTEC- Associação Internacional Reguladora de Terapias Complementares, indicam que a Reflexologia feita em crianças ajuda a diminuir os seus níveis de stress, reduzir a tendência para a hiperatividade ou para a falta de sociabilidade. Também tem provado ser muito eficaz nas crianças com dificuldades de aprendizagem, facilitando o trabalho com elas e fazendo com que elas consigam lidar melhor com o ambiente de aprendizagem.

No livro “A Reflexologia e as Crianças”, o autor Sam Santos em colaboração com Natasha e Nadja Santos, afirma que as crianças adoram tocar e adoram ser tocadas. O ato de tocar pode transmitir e confirmar sentimentos de amor, segurança e bem estar.

Fazer a criança sentir que ela tem um corpo, e que esse corpo é o seu instrumento de ação e interação com o mundo ao seu redor. O corpo não está dissociado da mente. “A criança é um indivíduo inteiro. Não é apenas a cabeça que está aprendendo em sala de aula, como não é apenas seu corpo que vai brincar no pátio.” (Ferreira, 2001).

Como outros domínios artísticos envolvendo a corporeidade fazem parte da sua educação formal, a Reflexologia pode ser vista como um elemento condutor de energia positiva que resulta na conquista do autoconhecimento e do equilíbrio emocional.

As crianças precisam de uma educação que possibilite ampliar esse autoconhecimento, compreensão de si mesmo e de seu mundo, para todas as esferas da vida, uma educação que considere importante explorar a corporeidade e que com isso possa ser estabelecida uma relação bio-psico-energética significativa.

A Reflexologia infantil é idêntica à aplicada no adulto, mas o tratamento é exercido de uma forma mais subtil, para que a criança se sinta confiante e confortável.

A duração de um tratamento é menor do que no adulto, para que a criança não se aborreça.

A reflexologia infantil é muito boa para normalizar situações de alteração do sono, diarreia, obstipação, cólicas e alergias.

A reflexologia infantil ainda ajuda a criança a:
melhorar a comunicação
diminuir a tensão nervosa e a ansiedade
diminuir a hiperactividade
estimular vínculos entre a criança e os adultos
promover o autoconhecimento e a confiança em si própria
equilibrar o apetite e o metabolismo
melhorar o sistema imunitário.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Reflexologia como técnica terapêutica



A Reflexologia é uma técnica terapêutica que usa as mãos, através da pressão com os dedos em zonas de energia no corpo. A massagem nos pontos específicos dos pés, mãos e cabeça, atinge vários órgãos proporcionando benefícios para a saúde, além de descontrair a musculatura e melhorar a circulação sanguínea, causando a sensação de relaxamento e alívio do estresse.

Por meio da prática freqüente da Reflexologia, o indivíduo conquista um maior conhecimento do próprio corpo, que contribui para o equilíbrio físico e emocional e o bem estar geral.

A Reflexologia é uma técnica milenar, difundida no Oriente – China, Japão e Egito - há cinco mil anos, mas foi trazida para o Ocidente, na Europa, somente no século XIX, durante a Idade Média. No período de colonização da América foram levados alguns estudiosos da Ásia para o ensinamento e difusão da técnica, vindo o Dr. Willian H. Fitzgerald a se tornar um dos nomes mais importantes nessa área, devido as suas pesquisas e descobertas sobre as zonas de energia do corpo – os meridianos.

Apesar de a técnica ser praticada com maior freqüência por terapeutas, em clínicas especializadas, ela também pode ser realizada pela própria pessoa, de maneira simples e proporcionando do mesmo modo um bem estar geral. Porém, quando se espera um tratamento mais específico deve-se procurar auxílio de um profissional.

Segundo a autora do livro Reflexzone Therapie, Rosalind Oxenford, “as nossas mãos são usadas para diminuir as tensões do nosso corpo. Fazemos isso instintivamente. Quando nos machucamos é uma ação automática nos tocarmos para diminuir a dor do lugar machucado. Ao fazermos isso estamos de alguma forma transmitindo energia positiva.” Constatamos dessa forma que o toque é muito importante para o equilíbrio emocional. Rosalind explica que “a palavra reflexo significa um espelho. Os pontos de energia dos nossos pés, mãos e cabeça espelham-se em todas as partes do nosso corpo.” Sendo assim, outros órgãos internos se beneficiam através dessa prática.

Para Rudolf Laban, autor do livro Domínio do Movimento, a Reflexologia pode, inclusive, ser considerada como uma arte, uma vez que é uma sub-área da Arteterapia.

A utilização de recursos artísticos em contextos terapêuticos, como a dança, a música, a pintura, entre outros, que por meio do desenvolvimento de habilidades físicas, emocionais e cognitivas permitem ao paciente ampliar o conhecimento de si e dos outros, aumentar a autoestima, lidar melhor com os sintomas, estresse e experiências traumáticas é o que denominamos Arteterapia.

Enquanto processos terapêuticos, a Reflexologia e a Arteterapia tem elementos em comum, dentre os quais estão: proporcionar o bem estar; restabelecer o equilíbrio do corpo; descontrair a musculatura e melhorar a circulação sangüínea.

Metaforicamente ainda podemos considerar que por utilizar as mãos, quem a pratica não deixa de exercitar uma espécie de fazer artístico simbólico, por meio de movimentos, que respeitam um ritmo e uma cadência que traça desenhos invisíveis nos pés, mãos e cabeça ligando os meridianos.

Diante de tantos benefícios ocasionados pela Reflexologia e, principalmente, por explorar a inteligência sensório-motora, servindo não apenas como processo terapêutico no tratamento de doenças, mas também como prevenção e desenvolvimento da consciência corporal.


Dados divulgados pela AIRTEC, Associação Internacional Reguladora de Terapias Complementares revelam que a Reflexologia feita em crianças diminui seus níveis de estresse, reduzindo inclusive a tendência à hiperatividade e a falta de sociabilidade, contribuindo até em alguns casos de dificuldades de aprendizagem.

Kátia Soffiatti Weigang

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

TPM e a Reflexologia




Ao contrário do que se pensava antigamente, a cólica menstrual tem tratamentos muito eficazes que melhoram muito a qualidade de vida da mulher nesses dias.

A Reflexologia Podal é um método eficaz contra esses distúrbios menstruais. A reflexoterapia (aplicação da reflexologia) é uma técnica capaz de avaliar e tratar distúrbios físicos e emocionais por meio de estímulos em plexos nervosos relacionados ao órgão ou a característica emocional em tratamento. É capaz de aliviar os mais variados sintomas, como dores musculares, enxaquecas, estresse, TPM, fibromialgia, insônia, má-circulação, problemas digestivos, alérgicos, e até aqueles de ordem emocional, como depressões, síndrome do pânico e ansiedades.

Não perca bons momentos de sua vida por causa de distúrbios físicos e emocionais, faça reflexologia e viva a vida com mais prazer.

domingo, 6 de novembro de 2011

Livre-se das dores nos pés após o exercícios



Pés exaustos, doloridos e com as unhas de fazer dó. O cenário é comum entre os apaixonados pela corrida e, algumas vezes, até prejudica - ou impede! - o treino. "As dores após o treino podem ser causadas por lesões musculares, nos tendões ou nas articulações. Em todos os casos é aconselhado fazer uma preparação e recuperação antes de praticar exercícios novamente", explica o fisiologista Raul Santo, da Unifesp.

Mesmo que o problema seja comum, é preciso procurar um médico caso o desconforto persista por mais de dois dias, a dor seja muito forte ou se os pés estiverem inchados. "Em alguns casos é preciso fazer fisioterapia para reaprender a pisar e retomar os treinos de corrida. Se a dor for crônica, apenas um médico poderá indicar o tratamento mais indicado", explica o ortopedista Evaldo Bósio, especialista do Minha Vida. Para as situações em que as dores não passam de fadiga, as soluções abaixo são as mais indicadas. Escolha uma delas e relaxe.

Escalda pés

Esse método, bastante praticado para diminuir o estresse, também aumenta a circulação corporal, relaxa e recupera os músculos dos pés. Segundo a terapeuta Shirlei Fideles, do Otris Spa Urbano, o método pode ser feito apenas com água quente (a 35°), mas óleos e sais especiais aumentam ainda mais a sensação de relaxamento. "O sal grosso pode ser usado para ativar a circulação nos pés. A essência de lavanda, por sua vez, tem propriedades relaxantes, que acabam com o estresse acumulado nos músculos", explica a terapeuta.

É importante, após o relaxamento, fazer uma massagem com a toalha na hora de enxugar os pés, relaxando ainda mais os músculos.

Gelo

Também conhecido como crioterapia, o tratamento de lesões e desconfortos com gelo é bastante comum para quem pratica exercícios. "Os principais efeitos da aplicação do gelo nos músculos dos pés, ou de qualquer outro músculo super utilizado em uma atividade física, são a diminuição da dor (analgesia) e do espasmo muscular, explica o fisioterapeuta Maurício Garcia, especialista do Minha Vida.

O gelo diminui a circulação e a transmissão de impulsos nervosos e, por isso, alivia a dor. "Colocar gelo envolvido por um pano ou toalha no local dolorido e fazer movimentos circulares durante 20 minutos, sempre com intervalos de cinco em cinco minutos para não queimar a pele, diminui a sensação de dor e acelera a recuperação do músculo", diz Raul Oliveira.

No entanto, ao usar gelo como analgésico para os pés, é preciso tomar alguns cuidados. "Como o pé é uma região bastante vascularizada, o contato prolongado com baixas temperaturas pode causar desconforto e ainda mais dores", explica Maurício Garcia.

Água quente

Tentar relaxar os pés usando água muito quente pode ter dois resultados: melhorar ou piorar as dores. "Colocar uma bolsa de água quente nos pés relaxa os músculos e articulações, provocando a sensação de recuperação e bem-estar. Mas, se a água estiver muito quente, essa medida pode esquentar muito os vasos sanguíneos, provocando mais micro lesões que causam as dores", completa o fisiologista Raul Santo.

Massagem

Massagear os pés quando a dor aparece depois do treino é uma boa medida para acabar com ao desconforto e se recuperar o rapidamente para outra rotina de treinos "Massagear a região causa desconforto em um primeiro momento, devido à irritação e possível inflamação do local, mas depois ela ajuda a tirar os nós dos músculos e a amenizar as dores causadas pelas microlesões", explica o fisiologista Raul Santo.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Reflexologia associada a massagem Tailandesa




Técnica da área da reflexologia que, ajudada pela massagem tailandesa e pelo "Pau Tailandês", se torna muito eficaz,feita através de movimentos ativos é iniciada no pé esquerdo tendo como intuito desbloquear primeiro, para encaminhar depois.

Há cerca de mil anos que a massagem tailandesa se aplica na sua forma atual. Faz parte do conjunto de técnicas corporais orientais e baseia-se na corrente de energia intrínseca e na teoria do equilíbrio da energia da saúde e da cura.

Outras componentes desse conjunto são a massagem chinesa Tui Na, a manipulação, a massagem indiana Ayurvédica e a massagem japonesa Shiatsu. As massagens Tui Na e Ayurvédica remontam há mais de quatro mil anos, e as raízes da massagem tailandesa provêm destes sistemas.

Tanto para o observador como para o beneficiário, é óbvia a influência do Yoga indiano neste notável tipo de massagem; menos óbvia é a forma extremamente disciplinada como é tratada a energia designada por Sen (os chineses chamam-lhe "Qi" e os indianos "Prana"), que flui nos canais.

Neste aspeto os exercícios físicos tailandeses estão mais próximos da técnica Tui Na, cujas teoria e prática se encontra documentada há mais de dois mil e trezentos anos. A massagem tailandesa concentra-se nos canais mais importantes, a aplicação cuidadosa de pressões ao longo destes canais ajuda a libertar quaisquer bloqueios e estagnações, equilibrando a energia.

O ato de pressionar e alongar os músculos torna-os recetivos a esta corrente. O primeiro registo de um comentário sobre a medicina tailandesa foi efetuado em 1690 pelo diplomata francês Simon de Ia Loubère, e diz o seguinte: "No Sião, quando as pessoas adoecem, submetem-se a tratamentos administrados por entendidos no assunto que, colocando-se sobre o paciente, massajam todo o seu corpo com os pés.

" Para a maioria das culturas orientais e ao longo de milhares de anos, a interação através do contacto físico tem sido fundamental; no entanto, esta prática ainda permanece estranha à maior parte dos ocidentais. A sua origem é tão obscura como a do próprio povo tailandês.

A Tailândia situava-se na encruzilhada das antigas rotas migratórias percorridas pela sucessão de muitas civilizações e culturas diferentes. O facto de se encontrar próxima da China e de se situar numa das principais rotas comerciais da índia resultou em inúmeras influências culturais e religiosas, particularmente o Budismo que floresceu entre os antigos habitantes desta área.

A tradição popular designa Jivaka Kumar Bhaccha, também conhecido por Shiuago Komparaj, como fundador da massagem tailandesa. Amigo e médico de Buda há cerca de dois mil e quinhentos anos, ainda hoje é venerado como "pai da medicina tailandesa".
Reflexologia podal
Não existem documentos escritos sobre os procedimentos desta massagem; todo o conhecimento foi passado oralmente de geração em geração. Por sua vez, a reflexologia podal é uma técnica fascinante, uma arte suave, e uma forma extremamente eficaz de massagem terapêutica através de aplicação de pressões específicas em pontos reflexos, especialmente nos pés.

Como muitas outras técnicas na área da saúde, teve o seu início no Oriente. Trata-se então de uma terapia que compreende o tratamento indireto para diversos males do organismo, distúrbios de funcionamento ou ainda algumas patologias.

A terapia ativa, o mecanismo de cura que existe em cada um de nós, tem um efeito cumulativo, isto é, a cada nova sessão reforça-se a sensação de bem-estar físico e paz interior, comprovando assim a sua eficácia. Podemos associar então a reflexologia à massagem tailandesa para aumentar a sua eficácia.

Esta nova técnica é iniciada pelo pé esquerdo tendo como intuito desbloquear primeiro, para encaminhar depois. Toda ela é constituída por movimentos ativos com o auxílio do "Rolo Tailandês", que terá sido criado num templo Buda.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Pé esquerdo



TEORIA
Quando o reflexologista passa para o Pé Esquerdo, começa a trabalhar os pontos reflexos que foram trabalhados no pé dieito e depois nos que só se encontram representados neste pé. Estes incluem o coração, o baço e as partes finais do cólon.

Tal como antes, o reflexologistas irá começar por trabalhar a cabeça e o cérebro e os reflexos representados sobre ou imediatamente abaixo dos dedos dos pés, descendo sistemáticamente até à parte inferior do pé (e consequentemente do corpo), tal como tinha feito no lado direito. Mais uma vez, irá dedicar mais tempo e atenção a reflexos que aparentem estar especialmente sensíveis, indicando que a parte do corpo a que está relacionada com eles não está a funcionar tão bem como deveria.

Também irá trabalhar mais cuidadosamente os reflexos que têm maior relevância para determinados sintomas em particular ou quaisquer indicações de desiquilibrios de energia que possam estar a ser sentidos pelo paciente. Alguns pontos reflexos do pé esquerdo poderão necessitar de especial atenção se neles existir um problema relacionado especificamente com esse lado do corpo - como por exemplo uma articulação do joelho ou do quadril.

CORAÇÃO
Apesar do coração se localizar no corpo mais para o lado esquerdo (na maioria das pessoas) prolonga-se no entanto para a zona 1 do lado direito. Contudo, encontra-se representado apenas no pé esquerdo, nas zonas 2 e 3.

Trabalhar no ponto reflexo do coração pode ter um efeito benéfico na circulação sanguínea em geral. O tratamento pode também resolver problemas específicos, tais como angina de peito. Além disso, pode ajudar a evitar o desenvolvimento de futuros problemas cardíacos, num indivíduo saudável.

BAÇO
O tratamento do baço irá favorecer a manutenção do bom funcionamento do sistema imunitário porque este orgão desempenha um importante papel como produtor de linfócitos, os glóbulos brancos que atacam os organismos portadores de infecções. Encontra-se no lado esquerdo do corpo, precisamente acima do nível da cintura, e o seu ponto reflexo está localizado no pé esquerdo.

INTESTINO GROSSO
As áreas reflexas para as partes finais do intestino grosso - a extensão do cólon transversa, do cólon descendente, do cólon sigmóide e do recto - encontram-se todas apenas no pé esquerdo, e não no direito.

Tratar o ponto reflexo do coração
O tratamento do ponto reflexo do coração só deve ser dado por um reflexologista experiente pois deve ser feito com o máximo de cuidado. É necessário um cuidado extra para tratar problemas cardíacos específicos.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Reflexologia a saúde na ponta dos seus dedos

Reflexologia a saúde na ponta dos seus dedos de Barbara e Kevin Kunz , Civilização, Editores Ldª.


Barbara e Kevin Kunz reflexologos profissionais há mais de 30 anos, falam-nos da história e do funcionamento da reflexologia, dos seus benefícios , das técnicas e ainda do modo como a reflexologia aborda alguns problemas de saúde.

domingo, 30 de outubro de 2011

Cuidados com os pés para o verão



Se não está, veja bem, é hora de tomar os devidos cuidados para que tenha uma aparência saudável, se eles já estão lindos, é bom tomar cuidados preventivos porque o verão é uma época terrível para causar danos aos pés. Nossos pés necessitam de cuidados especiais para se manterem saudáveis e belos!


No verão o calor e a umidade constituem o ambiente ideal para a proliferação de fungos, responsáveis por incomodas infecções, normalmente se manifestadas através de coceira, inflamação, dor, escamação da pele, e, eventualmente, deformação das unhas. As micoses superficiais afeta, a saúde da maior parte dos pés dos diabéticos, que são bastante vulneráveis a ferimentos e infecções graves e comprometem a qualidade de vida. Imediatamente após eu aparecimento devem ser tratadas caso contrário, podem servir de sala de espera para infecções bacterianas, originando ulceras e fissuras interdigitais, comprometendo a saúde geral.
Para pés cansados e estressados temos a massagem terapêutica e reflexologia!

Na Reflexoterapia e Podologia tem mostrado excelentes resultados no tratamento de psoríase plantar, fasceite, artrite, edemas residuais, feridas, fungos, queimaduras e úlceras de todos os tipos. O tratamento com laser é um método rápido e eficaz, não tem contra-indicações, uma vez que não existe alergia à radiação e pode ser feito em conjunto com qualquer outro método de tratamento, como antiinflamatórios, analgésicos, e outros.

Não faça uso da automedicação ela costuma ter efeitos desastrosos, uma vez que os microorganismos causadores das infecções ficam ainda mais resistentes, procure seu medico, seu reflexoterapeuta ou seu podologo eles com certeza saberão ajudá-lo.

No que se refere aos sapatos, é importante que estejam limpos, sejam confortáveis e que não se calcem dois dias seguidos. Na verdade, é preciso que arejem e é recomendável, que tenha um para cada tipo de atividade, evitando tênis e sandálias de plástico, ou similares que abafem demais o pé e não o deixem respirar ou façam transpirar, optando, pela mesma razão, por meias de algodão que não retêm o suor.

sábado, 29 de outubro de 2011

A meta da Reflexologia

A reflexologia é uma arte suave, uma ciência fascinante e uma forma extremamente eficaz de massagem terapêutica. É uma técnica específica de pressão que atua em pontos reflexos precisos do pés com base na premissa de que as áreas reflexas dos pés correspondem a todas as partes do corpo.

A pressão é aplicada nas áreas reflexas com os dedos das mãos e usando técnicas específicas. Isso provoca mudanças fisiológicas no corpo na medida em que o próprio potencial de equilíbrio do organismo é estimulado. Dessa maneira, os pés podem desempenhar um papel importante para se conquistar e manter uma saúde melhor.

A meta da REFLEXOLOGIA é o retorno do equilíbrio. O passo mais importante para isso é reduzir a tensão e induzir o relaxamento.

Benefícios da Reflexologia Podal
Um dos benefícios mais importantes da Reflexologia Podal é sua eficiência na redução do stress e do cansaço, estimulando o corpo a relaxar pois todas as partes recebem uma estimulação adequada aliviando dores, tensões e contrações musculares, ativando a circulação sanguínea, permitindo que o sangue flua livremente pelos vasos evitando desta forma problemas de circulação.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O estresse e seus efeitos sobre a saúde




Muito já se escreveu e se falou sobre o estresse, moléstia de nossos tempos modernos, difícil continua sendo lidar com ele quando é excessivo. Lembremos que um pouco de estresse e de tensão tem seus benefícios, principalmente quando executamos um projeto ou um trabalho — serve de estímulo para melhorarmos o desempenho, aumentando nossa eficiência.
Quando o estresse não é bem controlado, então o efeito sobre o organismo a longo prazo é devastador.

Se o estresse persistir, todos os órgãos do corpo que fazem parte do mecanismo do estresse (o cérebro, o coração, os pulmões, os vasos sanguíneos e os músculos) ficam cronicamente desregulados podendo trabalhar além ou aquém do desejado. Com o tempo isso pode produzir danos físicos ou psicológicos.

É alarmante a longa lista de doenças relacionadas com o estresse: doenças cardíacas, derrame, distúrbios imunológicos e musculosqueléticos, câncer, diabetes, estafa, depressão e muitas outras. O preocupante é o modo nada saudável como muitos — especialmente os jovens — tentam lidar com o estresse. Uns recorrem a bebidas alcoólicas, outros a drogas, automedicação ou a agressividade torna-se sua válvula de escape.

Portanto é imperativo tomar medidas para lidar com o estresse, medidas que se incorporem na nossa rotina e nos ajudem a minimizar seus efeitos.

A reflexologia podal tem um efeito desintoxicante, tanto no plano físico como emocional. Ela é também relaxante. A través dos pontos reflexos no pé é possível relaxar músculos e órgãos, promovendo o equilíbrio de todo o organismo. Se a sua rotina é estressante e você não pode mudar isso, faça uma sessão de reflexologia podal semanalmente e desfrute de maior saúde física e emocional.

Além disso não posso deixar de mencionar os grandes benefícios da atividade física. Escolha uma atividade do seu agrado e incorpore ela também a sua rotina.
Saúde é qualidade de vida. Marque a sua sessão de reflexologia!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Técnicas naturais garantem o equilíbrio do organismo e da mente


O uso de elementos da natureza tem como objetivo buscar a cura de doenças e promover a saúde e a qualidade de vida.

Antigamente o homem buscava a cura para seus problemas de saúde a partir dos elementos encontrados na natureza. Com o avanço das ciências e da tecnologia outras formas de cura foram descobertas, como os medicamentos, e a interação com a natureza para manter o equilíbrio do organismo foi deixada de lado. “Os terapeutas naturais visam resgatar os benefícios que a natureza pode proporcionar ao corpo e utilizar técnicas não invasivas para manter a saúde”,explica Paulo Edson Reis Jacob Neto, presidente do Sindicato dos Terapeutas doEstado do Rio de Janeiro (SINTER-RJ).

Paulo ressalta que o objetivo principal das terapias naturais é extrair da natureza o bem-estar e a cura para as doenças. Alguns tratamentos são milenares e têm raízes gregas, chinesas e egípcias, povos que obtiam a cura de males físicos e mentais através da natureza. “É possível ter mais saúde através de mudanças na alimentação, terapias manuais, terapias de movimento, massagens , terapias de vibração, aquáticas, controle mental, respiração, meditação,naturopatia, técnicas com base na medicina chinesa e até de métodos de correção de postura”, aponta.

A nutrição ortomolecular, por exemplo, atua de forma a restabelecer o equilíbrio orgânico do organismo e a estimular um processo de desintoxicação através dos alimentos. “Uma série de fatores serão analisados, como biótipo do paciente, seus hábitos alimentares, estilo de vida, genética e resultados de exames específicos. A partir da compilação destes dados é prescrita uma dieta personalizada, que através dos nutrientes, irá resgatar a energia e a vitalidade do paciente, agindo na origem das doenças e desequilíbrios”, esclarece.

A acupuntura, o shiatsu e a reflexologia são algumas das técnicas com base na medicina chinesa. A acupuntura é um dos procedimentos mais conhecidos,no qual são utilizadas agulhas para harmonizar o organismo. “É um tratamento que equilibra o corpo e a mente e que pode ser utilizado para curar males do organismo e também com fins estéticos. A reflexologia é uma espécie de massagem, naqual o indivíduo senta em uma cadeira especial e o profissional faz pressões em determinadas áreas do corpo. E o shiatsu também é baseada na pressão de certos pontos do organismo”, acrescenta.

Já a naturopatia é uma terapia holística, que busca a cura através de métodos naturais como a hidroterapia e a geoterapia. “A filosofia da naturopatia é que o corpo pode curar a si próprio desde que tenha os meios adequados e necessários. É como um estilo de vida, que vê o homem como parte integrante da natureza. A naturopatia possui efeitos a longo prazo e ajuda a prevenir doenças, promover e recuperar a saúde e a qualidade de vida do indivíduo”, acrescenta.

Sindicatodos Terapeutas do Estado do Rio de Janeiro

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Aprendendo com as doenças



Nossos ancestrais descobriram alguns princípios de cura, observado a maneira como os animais o fazem. Quando estão doentes, procuram um local onde possam ficar a sós e descansar, perto de um lugar fresco. Arejado e com água, não come nada e bebe bastante até se recuperar. Já um animal com reumatismo procura um local ensolarado, deita-se e espera que a dor passe.Encaramos a doença como algo ruim, que devemos combater de qualquer jeito mesmo por intermédio de remédios fortes que nem sempre entendemos.

À menor indicação de desconforto, reagimos procurando as curas milagrosas do vulcão da farmácia ou uma receita medida. As drogas que ingerimos, no entanto, podem não curar, mascarando os sintomas.

O corpo possui seus próprios mecanismos para lidar com os desequilíbrios, e os remédios geralmente interferem nos processos naturais.


Segundo a abordagem holística, o corpo é um sistema dinâmico de energia que está sempre em mutação. O ser humano é mais do que um mero corpo físico. Cada indivíduo é um conjunto complexo de aspectos mentais, físicos e espirituais em equilíbrio, afetado por fatores ambientais e sociais. As causas da doença têm raízes bem mais profunda do que revelam os sintoma externos.


Mas comovivemos numa era de especialização científica, cada parte do corpo tende a ser vista e tratada como uma unidade separada do todo. A medicina ortodoxa prescreve drogas, fisioterapia e cirurgia como formas de tratamento para aliviar a dor e o desconforto.


O objetivo da reflexologia é atingir o mesmo resultado, pelo menos para a maioria dos problemas, acalmando o paciente e aliviando a tensão nervosa.


Nos últimos anos, a reflexologia vem perdendo o rótulo de terapia alternativa, e muitos hospitais estão contratando reflexologistas para fazer parte de seus departamentos de medicina.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Fatoeres para uma boa saúde



Em cada célula existem agentes de manutenção da vida.Um destes agentes responsáveis pela absorção da energia nutridora (ATP) é amitocôndria a parte responsável da célula pela absorção desta energia. Podemos comparar a mitocôndria como a “indústria da célula”. Se a célula precisar de mais energia para efetuar melhor suas tarefas, a mitocôndria se divide e praticamente dobra a quantidade de absorção de energia. Se por algum impedimento aabsorção de energia ou nutrientes fica debilidade esta célula começa a ficar doente. Para que este mecanismo funcione adequadamente, dependemos do pleno funcionamento de outros sistemas:

1. Primeiro fator a ser considerado é se está havendo uma boa alimentação e conseqüentemente uma boa digestão.
2. Segundo fator, se está havendo uma boa respiração não só em caráter defuncionamento pulmonar bem como os agentes inspirados e expirados diariamente. São estes dois fatores responsáveis pela matéria prima do ATP.
3. Terceiro fator é se está havendo uma boa distribuição desta energia e da troca de gases. Isto é feito através de um bom funcionamento do sistema circulatório.
4. Quarto fator é uma boa comunicação do estado geral da célula com o centro de controle do corpo. Isto é feito através de transmissão neuronal ou nervosa que iniciou junto a célula através das terminações nervosas.
5. Quinto fator a ser considerado é, se está havendo um bom sistema de manutenção da célula, que envolve a retirada dos resíduos depositados nos intestinos celulares, papel este desempenhado pelo sistema linfático.


Considerando que um conjunto de células formam um tecido: células doentes formarão um tecido doente. Tecidos doentes formarão um órgão doente. Um conjunto de órgãos doentes formarão um aparelho ou sistema doente e assim teremos um individuo doente.

RESUMINDO

O que nos informou a situação original da doença ou patologia foi a princípio acélula. Nos interstícios celulares (espaços entre uma célula e outra), são encontrados vários reagentes responsáveis pela manutenção da vida; nutrientes para serem absorvidos ou impurezas que deverão ser eliminadas. Ao redor decada célula encontramos uma área denominada mazênquima. Nesta área ocorre então as trocas de substâncias pra a célula bem como oxigênio e nutrição atravésde veias e artérias. O responsável pela limpeza da área é o sistema linfático que com seus capilares iniciam seu trabalho nesta região, absorvendo impurezas e proteínas que por terem uma dimensão maior só poderia entrar no sistema linfático. Porém o que nos informa sobre todo este funcionamento, se precisa ser reparado algo, ou se há nutrição suficiente é a terminação nervosa. Esta terminação se comunica através de feixes nervosos levando a informação até o cérebro, onde começa uma série de reações, que posteriormente serão enviadas tanto às áreas afetada, bem como a outras partes do corpo os quais manifestarão os sintomas conhecidos por nós. Esta comunicação via neurônios (células dosistema nervoso responsáveis pela função de resposta ao estímulo recebido),permite, por exemplo, que ao encostarmos o braço em algo muito quente,imediatamente o tiramos do local, bem como, outros impulsos sensitivos comodores, mal estar, etc., que tem por finalidade informar-nos como está o nosso corpo.