quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Reflexologia – O mapa da saúde pelos pés

Medicina popular

A reflexologia é entendida como a linguagem do corpo através dos pés, a figura ilustra as representações dos orgãos nos pés. Egiptólogos descobriram, em uma tumba do ano 2300 AC, desenhos do médico de um faraó executando massagens nas mãos e pés de seu paciente.

Da antiguidade aos dias de hoje, o espírito da reflexologia mantém-se o mesmo. Uma técnica manual aplicada com suavidade, verificando a presença de nódulos (que indicam tensão) e a produra de áreas dolorosas (com sua correspondência aos órgãos afetados).

A reflexologia chegou aos EUA, no ínicio do século XX, através dos ensinamentos do Dr William Fitzgerald, considerado o pai da técnica norte-americana.

O terapêuta além de todo o preparo técnico, precisa “afiar” muito a sua sensibilidade, palpando os pontos e identificando os “bloqueios” energéticos. A partir da palpação vai definir a técnica correta a ser utilizada em cada caso.

As técnicas são múltiplas e variadas, como: fricção, pressoterapia (principal técnica do Shiatisu), rolamento, técnica do piano, amassamento, técnica do polegar, borboleta, puxa-empura, pinçamento dos dedos, técnicas de deslizamento, vibração e percussão com dedos.

Estas sessões de reflexologia, usando óleos amornantes como os de gengibre, gergelim ou à base de alho, são mais quentes, tônificante, yang, ou usando óleos refrescantes, mais sedativos, que têm como princípios ativos o eucalipto, a hortelã, visam promover o equilíbrio energético, combatendo o desgaste da vida e permitindo que o próprio organismo reaja em direção a cura.

Cada vez mais tem sido observado a utilização destas técnicas milenares em associação a terapia ocidental, com apoio de pontos da medicina chinesa e indiana (medicina ayurveda).

A terapia começa bem aos moldes tradicionais de qualquer especialidade médica, ou seja com uma boa história clínica (anamnese). A seguir, o diagnóstico é feito pela observaçnao e palpaçnao dos pontos reflexos do pé. O terapeuta verifica a presença de nódulos (que indicam tensão) e procura delicadamente identificar as áreas dolorosas com sua correspondência aos órgnao afetados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário